Leia também:
X Twitter fecha 2020 com prejuízo de 1,13 bilhão de dólares

Canal do maior site pró-vida da internet é banido pelo YouTube

LifeSiteNews perdeu os vídeos publicados na plataforma e cerca de 300 mil seguidores

Paulo Moura - 13/02/2021 14h59 | atualizado em 13/02/2021 15h03

LifeSiteNews teve canal excluído do YouTube na última semana Foto: Pixabay

A página LifeSiteNews, considerada a maior da internet sobre conteúdos pró-vida, teve seu canal do YouTube banido definitivamente na última quarta-feira (10). Em uma nota divulgada no próprio site, o portal revelou ter perdido acesso aos vídeos publicados e aos mais de 300 mil seguidores na plataforma.

– O YouTube removeu completamente o canal LifeSiteNews. Este não é um banimento temporário; cada um de nossos vídeos foi embora completamente – escreveu a equipe do site.

Apesar do banimento, a equipe do LifeSiteNews informou que salvou todos os vídeos publicados, mas lamentou a perda das centenas de milhares de seguidores. Em um texto breve, o site também direciona os seguidores para o Rumble, plataforma conservadora de vídeos onde os interessados podem acompanhar o trabalho da página.

A página informou que em janeiro, o conteúdo do canal já havia sido banido por duas semanas do YouTube, depois que publicaram vídeos sobre vacinas, que, de acordo com a rede social, violava as “diretrizes da comunidade” do YouTube.

O LifeSiteNews é uma página com sede no Canadá e faz parte da Coalizão Pela Vida, uma organização conservadora fundada em 1978, com sede em Toronto, e que luta em defesa da vida do nascituro, contra o aborto, eutanásia, casamento entre pessoas do mesmo sexo e ideologia de gênero.

Leia também1 ONG pró-aborto de Debora Diniz recebeu R$ 5 milhões na era PT
2 Ex-top model acusa estilista de estupro e diz que ficou grávida
3 Fundação Gates tem pautas de aborto e igualdade de gênero
4 "O STF é o único poder que não foi investigado até hoje"
5 Bolsonaro ironiza professora que criticou 'perseguição a pedófilos'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.