Leia também:
X Covid-19: Rio aplicará 4ª dose da vacina em maiores de 40 anos

Varíola dos macacos: Brasil chega a oito casos confirmados

Caso mais recente foi registrado na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro

Paulo Moura - 20/06/2022 09h05 | atualizado em 20/06/2022 09h40

Vírus da varíola dos macacos Foto: CDC/Cynthia S. Goldsmith, Russell Regnery

O Ministério da Saúde confirmou neste domingo (19) mais um caso de varíola do macacos em território brasileiro, o oitavo diagnóstico positivo no país. O caso mais recente foi registrado no município de Maricá, no Rio de Janeiro, em um homem de 25 anos. O paciente não viajou ao exterior, mas teve contato com estrangeiros.

De acordo com o Ministério da Saúde, o homem tem quadro clínico estável, sem complicações, e está sendo monitorado pelo Instituto Nacional de Infectologia e pelas secretarias de Saúde estadual e municipal. A confirmação foi feita pelo Laboratório de Enterovírus da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O diagnóstico em Maricá é o segundo caso confirmado no estado do Rio de Janeiro. O primeiro registro em território fluminense foi na capital. Um homem residente em Londres, que chegou ao Brasil em 11 de junho, procurou atendimento médico no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) no dia seguinte. O resultado positivo foi confirmado dia 14 de junho.

Dos oito casos confirmados de varíola dos macacos no Brasil, quatro foram em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e dois no Rio de Janeiro. Outros seis casos permanecem em investigação. Todos estão isolados e em monitoramento.

Leia também1 Polícia encontra barco de Bruno Pereira e Dom Phillips no AM
2 Incêndio de grandes proporções atinge galpão de reciclagem
3 Cantor Sorocaba se batiza e compartilha o momento na web
4 Jair Bolsonaro rebate "ameaça" de Ricardo Noblat: "Esse bosta"
5 Petro é eleito na Colômbia, 1º presidente de esquerda do país

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.