SUS amplia tratamento para degeneração da retina

Pacientes diagnosticados terão acesso a medicamento e novas alternativas de exame

Pleno.News - 08/01/2019 11h00

Pacientes com degeneração macular passam a ter cobertura pelo SUS Foto: Reprodução/Twitter

Pacientes diagnosticados com degeneração macular relacionada à idade (DMRI) passam a ter cobertura pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A informação foi divulgada, nesta segunda-feira (7), no portal oficial do Ministério da Saúde. Além do mapeamento de retina oferecido pelo SUS, os pacientes terão acesso ao medicamento antigiogênico e ao exame de tomografia de coerência óptica. O paciente também conta com o procedimento de fotocoagulação a laser.

– Os dois novos procedimentos são para atender pacientes a partir dos 60 anos e deverão ser realizados conforme Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) do Ministério da Saúde. O medicamento antigiogênico para tratamento de Degeneração Macular é injetável e pode ser feito em um ou nos dois olhos, com intervalo mínimo de 15 dias entre um olho e outro. Já a tomografia de coerência óptica é um exame oftalmológico não invasivo para diagnóstico da doença nos dois olhos. O exame visa detectar sinais microscópicos de alterações precoces da retina – informa a nota oficial.

A degeneração macular relacionada à idade pode levar à cegueira. Ela ocorre na parte central da retina, conhecida como mácula. Essa área do olho é responsável pela formação da imagem e, quando afetada, leva à perda progressiva da visão central.

LEIA TAMBÉM+ Hormônio de músculos pode ajudar a conter o Alzheimer
+ Casos de sífilis em gestantes preocupam especialistas
+ SUS oferecerá remédio que trata doença rara


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo