Leia também:
X Covid-19: Rússia anuncia 1° lote de vacina para setembro

O que é o arsênio, usado para envenenar o pastor Anderson?

Entenda quais são os riscos, sintomas e como é possível salvar alguém da intoxicação

Pleno.News - 31/08/2020 16h00 | atualizado em 03/09/2020 16h45

Arsênio é uma das substâncias químicas mais tóxicas ao ser humano Foto: Pixabay

Segundo apuração da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro, o pastor Anderson do Carmo foi envenenado de forma gradual com arsênio antes de morrer. Segundo o inquérito divulgado na semana passada, no último dia 24, a deputada federal Flordelis pediu para que filhos e conhecidos colocassem a substância química na comida e na bebida do marido em diversas situações.

Relatórios médicos de Anderson do Carmo mostram que o pastor passou a se queixar mais dos problemas de saúde após a eleição da esposa, Flordelis dos Santos, como deputada federal, em 2018.

De acordo com a polícia, as tentativas de matar Anderson envenenado ganharam mais força após a vitória de Flordelis nas eleições. Entenda mais sobre os riscos da ingestão de arsênio.

O QUE É
O arsênio é um elemento químico simbolizado pela sigla As na tabela periódica dos elementos e é da família do nitrogênio. Ele pode ser encontrado em campos de chumbo e cobre e é prejudicial à saúde assim como os outros dois. Foi identificado primeiro como um subproduto da extração desses minérios.

ARSÊNIO NÃO É O MESMO DE ARSÊNICO
O arsênico é o nome pelo qual é conhecido o trióxido de arsênio, o veneno mais famoso formado pelo arsênio (As). É um pó branco que pode ser encontrado também em forma de solução, diluído em água.

PARA QUE É USADO
O trióxido de arsênio não surgiu como um veneno para humanos, mas como um pesticida. Também já foi aplicado em indústrias de tratamento de madeira, armamentos, componentes eletrônicos e fabricação de tintas. Em doses pequenas chegou a ser usado na medicina como tratamento para preparo de medicamentos.

SINTOMAS DA INTOXICAÇÃO POR ARSÊNICO
Em doses altas se torna venenoso e até letal. A vítima apresenta diarreias e vômitos intensos, dor abdominal, vermelhidão na pele, dor muscular e fraqueza; e pode provocar tumores, insuficiência vascular e parada cardíaca.

COMO TRATAR A INTOXICAÇÃO
A intoxicação por arsênico é sempre considerada grave. Para salvar o intoxicado é preciso administrar remédios que dilatem os vasos sanguíneos rapidamente e administrar soro para evitar desidratação e para que o corpo possa expulsar a substância tóxica.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.