Leia também:
X Servidora recebe resultado da Covid-19 sem ter feito exame

Nova gripe suína: Como foi a pandemia de H1N1 em 2009?

Mais de dez anos depois, nova cepa do vírus ameaça saúde mundial

Camille Dornelles - 01/07/2020 10h46 | atualizado em 01/07/2020 12h02

Pandemia da gripe suína ameaça retornar Foto: Wikipedia

Com a notícia de uma nova estirpe do vírus H1N1 identificada na China, cresce o medo do retorno da pandemia da gripe suína. Pesquisadores chineses identificaram uma nova variante do vírus, com potencial para se espalhar com facilidade entre a população mundial.

Vacinas foram desenvolvidas e atuam com eficácia contra o vírus H1N1. No entanto, a nova variante identificada nos porcos agora em 2020 seria resistente às vacinas por ter sofrido mutações em seu material genético.

Em 2009, uma variante do vírus da gripe comum começou a infectar pessoas no México e então pesquisadores perceberam que ele era semelhante ao encontrado em porcos. Os primeiros casos foram divulgados em março. Poucas semanas depois já haviam sido identificados casos em diversos outros países da América do Norte, Europa e Oceania.

RELEMBRE
No dia 25 de abril a Organização Mundial da Saúde declarou que a epidemia havia se tornado uma emergência de saúde global. Em apenas quatro dias o nível de alerta subiu de 1 para 5 e, no dia 11 de junho, foi elevado para 6 e decretada a pandemia da gripe suína.

A pandemia durou até agosto de 2010, quando a OMS decretou o início da fase de pós-pandemia. A vacina foi anunciada em setembro de 2009 e então distribuída em larga escala após farmacêuticas passarem a produzi-la. Quase um ano depois do início da vacinação a pandemia teve fim.

Ela chegou a enfrentar resistência de parte da população no Brasil por ter sido associada a problemas neurológicos.

CASOS E MORTES NO MUNDO
Os números globais da gripe suína são consideravelmente menores do que do novo coronavírus, com 1,63 milhão de casos e 18.449 mortes, mas mesmo assim assusta. Ela matou mais de 2 mil brasileiros. O novo coronavírus atualmente já soma 10,5 milhões de casos e 511 mil mortes.

SINTOMAS DA GRIPE SUÍNA
Os sintomas da gripe suína são parecidos com os de uma gripe comum: febre, tosse, dor de garganta, calafrios e dores no corpo.

Leia também1 Cientistas identificam novo vírus da gripe em porcos
2 Coronavírus e outras grandes epidemias ao longo da história
3 Coronavírus: Epidemia é a mais cara em duas décadas
4 Brasileiro garante alta de 32% da Bolsa de Valores em 2019
5 Servidora recebe resultado da Covid-19 sem ter feito exame

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.