Leia também:
X Cidade mineira cria conta bancária para receber doações

Ministério investiga possível caso de coronavírus em MG

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou que uma paciente está internada com suspeita de ter a doença

Henrique Gimenes - 28/01/2020 14h55 | atualizado em 28/01/2020 15h22

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (28), o Ministério da Saúde afirmou que há um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais. A paciente é uma estudante brasileira que viajou para Wuhan, na China. A informação foi dada durante uma entrevista coletiva.

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a Pasta já analisou mais de 7 mil rumores sobre a doença no país.

– Nós analisamos 7.020 rumores. Desses, 127 exigiram verificação do órgão e apenas um se confirmou como suspeita – disse.

Sobre a paciente, Mandetta afirmou que ela esteve na cidade que é o epicentro do surto de coronavírus no dia 24 de janeiro, e que está isolada no hospital. Ele ressaltou ainda que não irá divulgar o nome da paciente “em respeito à sua privacidade”.

– O estado geral [de saúde da paciente com suspeita de coronavírus] é bom, está estável, não tem complicação. Ela está em isolamento e os contatos mais próximos estão sendo acompanhados – explicou.

Todas as 14 pessoas que tiveram contato com a estudante também estão sendo monitorados. O ministro afirmou que espera ter uma resposta sobre a suspeita até a sexta-feira (31).

Luiz Henrique Mandetta também ressaltou que o Ministério da Saúde elevou a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que representa “perigo iminente”. Ele ainda disse que o governo está preparado para lidar com o vírus.

– Não é um sistema que está sendo preparado agora. Temos o plano de contingência e o que vamos fazer é atualizar – destacou.

Além disso, ele também recomendou que brasileiros só viajem para a China em caso de necessidade.

Leia também1 Coronavírus faz igrejas na China suspenderem missas
2 Japão confirma primeiro caso de contágio do coronavírus
3 Mortes na China em razão do coronavírus chegam a 106

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.