Hormônio de músculos pode ajudar a conter o Alzheimer

Dado é de um estudo da UFRJ e da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos

Pleno.News - 07/01/2019 14h37

Hormônio é produzido em maior quantidade durante exercício físico Foto: Pixabay

O hormônio irisina, que o corpo produz em maiores quantidades durante a prática de exercício físico, pode prevenir a perda de memória relacionada com o mal de Alzheimer, segundo uma pesquisa publicada nesta segunda-feira (7) na revista Nature Medicine.

Quando o corpo se exercita, o tecido muscular libera o hormônio irisina, que entra em circulação no organismo e é capaz de melhorar a capacidade cognitiva, segundo especialistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ) e da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, que realizaram experiências em ratos com essa doença.

Os cientistas responsáveis pelo estudo, Ottavio Arancio, Sergio Ferreira e Fernanda de Felice concluíram que o aumento da irisina, assim como da sua proteína precursora FNDC5, reduzia o deficit de memória e aprendizagem em roedores com Alzheimer.

Os cientistas também observaram que, quando a aparição desta substância é bloqueada no cérebro dos ratos doentes, os efeitos cognitivos benéficos do exercício físico eram perdidos.

Os pesquisadores ainda afirmaram que, embora se saiba que o exercício melhora as capacidades cognitivas e atrasa a progressão dos transtornos neurodegenerativos, são necessários estudos adicionais para compreender melhor como a irisina entra em ação e interage com o cérebro.

Além disso, eles indicaram que é preciso um maior conhecimento para avaliar se a proteína tem um efeito cognitivo benéfico similar nos humanos.

No entanto, destacaram que a recente descoberta pode abrir caminho para novas estratégias terapêuticas que sirvam para diminuir a deterioração cognitiva em pacientes com Alzheimer, uma doença para a qual ainda não existe cura.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Casos de sífilis em gestantes preocupam especialistas
+ SUS oferecerá remédio que trata doença rara
+ Cuidados: Como ter uma alimentação saudável em 2019


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo