CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Hospital desativa vários leitos e volta a tratar outras doenças

Especialista ressalta baixa imunidade contra nova H1N1

Imunologista advertiu sobre ineficácia de vacinas existentes, mas afirmou que pandemia pode ser freada

Camille Dornelles - 02/07/2020 11h31 | atualizado em 02/07/2020 11h51

Uma nova variante do vírus da gripe, semelhante ao H1N1, foi encontrada em porcos na Ásia. Ela apresenta algumas características preocupantes que podem, segundo pesquisadores chineses, torná-la “potencialmente pandêmica”.

Primeiramente, as atuais vacinas contra gripe não parecem conferir proteção significativa contra o novo vírus; e segundo, apesar da origem em animais, ele não tem dificuldades para infectar células humanas. Com o novo coronavírus ainda em circulação, a possibilidade de uma nova pandemia viral assusta a população mundial.

Para entender os reais perigos do vírus, o Pleno.News conversou com a especialista Fernanda Marques de Carvalho, doutora em Imunologia e professora do Centro Universitário IBMR. Ela falou sobre a ameaça de uma nova pandemia da gripe suína.

Qual o risco da volta de uma pandemia?
O risco sempre existe, principalmente se não houver medidas eficazes de controle. Por isso a importância do investimento na ciência e pesquisa científica para a identificação de novos vírus com capacidade de infectar seres humanos, a taxa de letalidade destes e a constante monitoração. São as pesquisas que possibilitam o desenvolvimento de vacinas e a identificação de medicamentos eficazes para o tratamento.

Por que as vacinas para H1N1 não adantariam?
Ainda não podemos afirmar que de fato não adiantariam. Pelo fato de ser uma nova linhagem do vírus influenza, as pessoas podem ter pouca ou nenhuma imunidade. Novos estudos precisam ser realizados para avaliar a possibilidade de proteção conferida pelas vacinas para H1N1 para esta nova linhagem.

É possível frear uma pandemia?
Sim. É extremamente importante a identificação e monitoramento dos casos novos. A conscientização da população com o uso adequado das medidas de prevenção como: lavar frequentemente as mãos com água e sabão, usar álcool em gel, usar o lenço de papel ou o antebraço ao tossir e espirrar, manter os ambientes bem ventilados, o distanciamento social e o uso de máscaras.

A gripe suína mata da mesma forma que o coronavírus?
Quando comparamos a pandemia de H1N1 ocorrida entre 2009 e 2010 e a pandemia causada por Sars-Cov-2 (coronavírus), percebemos uma diferença. Segundo OMS, a pandemia de H1N1 contabilizou cerca de 651 mil casos e 18.449 mortes no mundo. Já na pandemia pelo novo coronavírus, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) OMS, foram confirmados no mundo, 10.185.374 casos de COVID-19 e 503.862 mortes até 30 de junho de 2020.

Pandemia da gripe suína ameaça retornar Foto: Wikipedia

RELEMBRE
No dia 25 de abril, a Organização Mundial da Saúde declarou que a epidemia havia se tornado uma emergência de saúde global. Em apenas quatro dias o nível de alerta subiu de 1 para 5 e, no dia 11 de junho, foi elevado para 6 e decretada a pandemia da gripe suína.

A pandemia durou até agosto de 2010, quando a OMS decretou o início da fase de pós-pandemia. A vacina foi anunciada em setembro de 2009 e, então, distribuída em larga escala após farmacêuticas passarem a produzi-la. Quase um ano depois do início da vacinação a pandemia teve fim.

Ela chegou a enfrentar resistência de parte da população no Brasil por ter sido associada a problemas neurológicos.

CASOS E MORTES NO MUNDO
Os números globais da gripe suína são consideravelmente menores do que do novo coronavírus, com 1,63 milhão de casos e 18.449 mortes, mas mesmo assim assusta. Ela matou mais de 2 mil brasileiros. O novo coronavírus, atualmente, já soma 10,5 milhões de casos e 511 mil mortes.

SINTOMAS DA GRIPE SUÍNA
Os sintomas da gripe suína são parecidos com os de uma gripe comum: febre, tosse, dor de garganta, calafrios e dores no corpo.

Leia também1 Nova gripe suína: Como foi a pandemia de H1N1 em 2009?
2 Cientistas identificam novo vírus da gripe em porcos
3 Mais de 1 milhão de pessoas já foram infectadas por Covid-19
4 Coronavírus e outras grandes epidemias ao longo da história
5 Coronavírus: Epidemia é a mais cara em duas décadas

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo