CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Covid-19 faz Band suspender gravações do MasterChef

São Paulo reabre restaurantes e salões na próxima segunda

Estabelecimentos deverão respeitar regras estabelecidas pela administração pública

Pleno.News - 03/07/2020 14h39 | atualizado em 03/07/2020 15h34

Restaurantes de São Paulo abrirão na próxima segunda Foto: Reprodução

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (3) que a reabertura de restaurantes, bares e salões de beleza está confirmada para a próxima segunda-feira (6). Apesar da capital ter avançado no Plano São Paulo no último dia 26 de junho, o prefeito seguiu a orientação do comitê de contingência da Covid-19 e decidiu aguardar os resultados desta semana para se certificar de que a capital permaneceria na fase amarela.

Para a reabertura, os restaurantes e bares devem seguir protocolos de segurança que incluem triagem rápida e diárias dos funcionários, seis horas de funcionamento podendo funcionar apenas até às 17h e redução de 40% de sua capacidade máxima.

Os ambientes devem ser abertos ou ventilados e adoção de protocolos que estão sendo atualizados com os municípios. Os salões de beleza também devem abrir as portas apenas com 40% da capacidade total e funcionar por seis horas, também com obrigatoriedade do uso de máscara. É necessário a adoção de protocolos específicos para o setor.

Também foi anunciada a antecipação da abertura de academias, que estavam previstas para quando a cidade atingisse a fase verde. Agora, os estabelecimentos podem reabrir com 30% da capacidade total, uso obrigatório de máscaras, funcionamento por seis horas, necessidade de agendamento, limpeza de equipamentos ao menos três vezes ao dia e estão permitidas apenas as práticas individuais. O uso dos vestiários estão suspensos.

*Folhapress

Leia também1 Esposa de João Doria é contra alimentar moradores de rua
2 Drive-ins sobem para 25 no país. Confira o guia completo!
3 Cortina de plástico permite dar abraços em idosos no asilo
4 Renato Feder é escolhido como novo ministro da Educação
5 Justiça condena Frota a pagar R$ 50 mil 'por fake news'

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo