Leia também:
X PF apura fraudes em contratos da pandemia de Covid-19

Rússia quer usar o Brasil para produzir vacina contra a Covid

Responsáveis pela imunização pretendem utilizar outros países para atender a demanda

Pleno.News - 20/08/2020 13h27

Russos querem produzir vacina contra Covid-19 no Brasil Foto: EFE/EPA/RDIF

Os responsáveis pelo desenvolvimento da vacina russa Sputnik V, contra o novo coronavírus, pretendem usar o Brasil e outros três países -Índia, Coreia do Sul e Cuba- como um “hub” para a produção e a exportação da nova imunização.

Em entrevista coletiva virtual com jornalistas do mundo inteiro nesta quinta-feira (20), os pesquisadores e o representantes do Fundo de Investimento Direto da Rússia também anunciaram que a testagem clínica da nova vacina em 40 mil voluntários vai ter início na próxima semana.

Questionado sobre a capacidade de produção da vacina para atender a demanda, Kirill Dmitriev, diretor-presidente do Fundo de Investimentos Diretos da Rússia, respondeu que a solução será recorrer a países estrangeiros.

– Nós estamos vendo que o fator-chave é a produção da vacina em outros países. E vou aqui destacar Índia, Brasil, Coreia do Sul e Cuba. Eles têm potencial para produzir a vacina e servir de hub, de base, para a produção – disse o diretor.

Dmitriev também afirmou que os responsáveis pela vacina já possuem os resultados dos testes clínicos das fases 1 e 2, mas que esses dados só serão compartilhados com os países “parceiros”.

– Temos contato com os embaixadores de vários países sobre a exportação. Já temos a informação sobre as primeiras fases dos testes e vamos divulgar essas informações para os ministérios da saúde dos países parceiros que mostram interesses. Quem mostrar interesse, vai receber as informações sobre a vacina. Claro que vamos priorizar os países que mostram maior interesse – declarou.

Os pesquisadores russos também adiantaram que pretendem fazer alguns testes clínicos fora de seu país, como na Arábia Saudita e “talvez” no Brasil. No entanto, não ficou claro se esses testes fariam parte da aplicação da vacina nos 40 mil voluntários.

*Folhapress

Leia também1 Covid: Premiê diz que vacina será obrigatória na Austrália
2 Vacina da Johnson & Johnson tem teste autorizado no Brasil
3 Grécia garante vacina contra Covid-19 antes de 2021
4 89% querem se vacinar contra Covid assim que houver opção
5 Covid: Rússia diz que iniciará vacinação em massa em 1 mês

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.