Leia também:
X Estudo: 2 doses de AstraZeneca têm proteção de 93,6% contra mortes

Queiroga diz que Covaxin está descartada neste momento

Ministro afirmou que já há "doses suficientes aprovadas pela Anvisa"

Paulo Moura - 23/07/2021 09h47 | atualizado em 23/07/2021 09h57

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Agência Senado/Geraldo Magela

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a compra da vacina Covaxin, do laboratório indiano Bharat Biotech, está descartada neste momento. Em entrevista publicada pela revista Veja nesta sexta-feira (23), o chefe da pasta federal afirmou que aquisição de imunizantes diferentes não é mais importante, já que há “doses suficientes aprovadas pela Anvisa”.

– Quanto à Covaxin, houve autorização de importação feita pela Anvisa, mas dentro de condições que restringem a quantidade de doses a um número muito pequeno e a estudos. Então, até por uma questão de conveniência e oportunidade, neste momento [ela] não é importante para o nosso Programa Nacional de Imunização – disse Queiroga na entrevista.

Questionado se a Covaxin estava descartada, ele citou a suspensão do contrato, anunciado no último mês.

Na quinta-feira (22), o Ministério da Saúde anunciou a previsão de entrega de 63,3 milhões de doses de vacinas anticovid para o mês de agosto. Ao todo, a pasta afirma ter distribuído 164,4 milhões de doses até o começo desta semana.

O Brasil utiliza atualmente quatro vacinas no processo de imunização: CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer e Janssen. Recentemente, Queiroga disse que são quase 600 milhões de doses contratadas e que elas permitirão encerrar a imunização da população adulta ainda este ano.

Leia também1 Defesa de Flordelis acusa juíza e Ministério Público de misoginia
2 Supremo mantém validade de julgamento que cassou Witzel
3 TSE nega apuração "secreta" e diz que o "sistema é auditável"
4 Estudo: 2 doses de AstraZeneca têm proteção de 93,6% contra mortes
5 AL: Juízes dobram o próprio vale-alimentação: 'Ganhamos pouco'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.