Leia também:
X Filho de idoso contrai Covid-19, mas pai não é infectado

Queda da Covid faz hospital de campanha de Manaus fechar

Cidade foi uma das mais atingidas pelo vírus no início da pandemia

Paulo Moura - 15/06/2020 13h27 | atualizado em 15/06/2020 13h29

Hospital de campanha instalado em Manaus Foto: Divulgação/Prefeitura de Manaus

Inaugurado há cerca de dois meses para atender pacientes com a Covid-19, o hospital de campanha construído em Manaus será desativado após a queda de casos na capital do Amazonas. O anúncio foi feito pelo prefeito da cidade, Arthur Neto, na manhã desta segunda-feira (15).

Segundo Arthur, após o último paciente receber alta, as atividades do local serão encerradas. De acordo com a Prefeitura de Manaus, a taxa de ocupação atualmente está na faixa de 30%, de um total de 180 leitos.

– O hospital de campanha cumpriu a sua missão. Fizemos às pressas para socorrer o governo do Estado, sobretudo a população de Manaus, e transformamos uma escola em hospital em tempo recorde, mas está na hora de fechar o hospital e fazer com que retorne ao seu destino de escola – disse o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, disse que a Prefeitura tem acompanhado de perto os indicadores de Covid-19, como casos confirmados, atendimento de suspeitos e destaca que há uma redução em Manaus dos casos.

– A partir de amanhã vamos rever todos os procedimentos dentro do hospital. Agradecemos todos os servidores que atuaram na linha de frente: médicos, enfermeiros, técnicos, nutricionistas, fisioterapeutas, que enfrentaram aqui dentro, de peito aberto e com determinação, esse inimigo poderoso e invisível – destacou Magaldi.

Outra boa notícia para Manaus foi o resultado décima edição do boletim do projeto Atlas ODS Amazonas, do Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que coloca a cidade como a primeira do Brasil a “vencer” o novo coronavírus.

O estudo aponta ainda que a transição para uma última fase da pandemia está acontecendo mais cedo na capital do Amazonas do que em outros epicentros do país. A análise indica que os dados projetam uma redução drástica na velocidade de mortes na cidade.

Leia também1 Filho de idoso contrai Covid-19, mas pai não é infectado
2 Bolsonaro pede apoio a Putin na luta contra o coronavírus
3 Paraguai está há mais de um mês sem mortes por Covid-19
4 Abertura de impeachment de Witzel é publicada no Diário
5 "Cumpriu sua missão", afirma Paulo Guedes sobre Mansueto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.