CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Web dá apoio ao presidente e levanta #ForçaBolsonaro

PF mira desvio de verbas em hospital de campanha no SE

Investigação encontrou diversos indícios de irregularidades em local aberto para cuidar de pacientes da Covid-19

Paulo Moura - 07/07/2020 08h47

Polícia Federal cumpre mandados na Secretaria de Saúde de Aracaju Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) cumpre nove mandados de busca e apreensão, nesta terça-feira (7), como parte da Operação Serôdio, que apura o desvio de verbas públicas, associação criminosa, corrupção, fraudes na licitação e na execução do contrato para montagem da estrutura do Hospital de Campanha de Aracaju. A investigação indicou de que a empresa contratada foi favorecida.

Na análise, foi identificado que a proposta vencedora continha as mesmas incorreções gramaticais que outras duas propostas. A PF informou que “é improvável que a mesma falha de redação tenha sido cometida por três redatores diferentes de três empresas diversas” e que o fato pode comprovar uma combinação entre as organizações para apresentar os orçamentos.

A unidade iniciou o funcionamento no dia 21 de maio, atendendo pacientes com a Covid-19 em casos de baixa e média complexidade. O contrato investigado foi firmado pela Secretaria de Saúde de Aracaju, por meio de dispensa de licitação, e é custeado com recursos da União, no valor de R$ 3,258 milhões. Procurada pelo portal G1, a Secretaria de Saúde não respondeu aos questionamentos.

Segundo a PF, entre os indícios de irregularidade há ainda o fato de, no procedimento licitatório, ter sido desconsiderada a divisão do objeto licitado, que envolvia a locação de cobertura e estrutura completa, a climatização das coberturas e a locação de contêineres. Os serviços foram agrupados, impedindo que os candidatos oferecessem propostas separadas para cada item.

Outro fato apurado é de que a empresa contratada teria apresentado estrutura de climatização insuficiente para o ambiente a ser instalado e, mesmo assim, foi aprovada. Ainda são investigadas contratações como dos serviços das redes de gases, elétrica e hidro sanitária.

Leia também1 PF faz operação contra fraude milionária na Previdência
2 Justiça quebra sigilo de ex-secretário de Saúde do RJ
3 Ex-repórter da Globo é alvo de suspeita em fraude na Saúde
4 Alerta! Golpe sobre o saque do FGTS circula no WhatsApp
5 DF: Operação apura fraude em compra de testes de Covid-19

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo