Leia também:
X Após 3 meses, Manaus tem dia sem mortes por Covid-19

Pandemia auxilia combate ao tráfico de drogas no mundo

Estudo divulgado pela ONU aponta maior apreensão de criminosos e substâncias ilícitas

Camille Dornelles - 26/06/2020 11h30

PRF apreende grande carga de drogas no Paraná Foto: Divulgação/PRF

As restrições impostas mundialmente devido à pandemia do novo coronavírus alteraram não apenas a economia global, mas também o problema do tráfico e consumo de drogas. Felizmente, a diminuição de voos, menos pessoas em circulação e restrição de eventos auxiliam autoridades na apreensão de entorpecentes e criminosos.

As restrições aos deslocamentos e reuniões podem ter levado a uma queda momentânea no consumo, especialmente daquelas drogas que aparecem frequentemente em festivais de música ou casas noturnas.

Este é um dos aspectos principais do Relatório Mundial sobre Drogas, divulgado nesta quinta-feira (25), em Viena, na Áustria, pela Organização das Nações Unidas. Ele leva em consideração que há uma redução momentânea, mas alerta sobre o aumento gradual do consumo de drogas desde 2018.

– Há mais pessoas usando drogas, mais substâncias e mais tipos de narcóticos do que nunca – resumiu a diretora executiva do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Ghada Waly.

O uso de medicamentos farmacêuticos, em alguns casos falsificados, para fins recreativos ou sem supervisão médica também está aumentando, algo que tem causado dezenas de milhares de mortes nos Estados Unidos nos últimos anos.

MAIOR CONTROLE DE AUTORIDADES CONTRA O TRÁFICO
Devido às restrições para conter a pandemia de Covid-19, os traficantes estão procurando novas rotas e métodos e as atividades na “deep web” da internet e os envios por correio aumentaram, segundo o relatório.

O aumento das apreensões de cocaína nos portos europeus ou as apreensões de heroína feitas em navios no oceano Índico, como alternativa à rota terrestre nos Bálcãs, são indícios de mudanças realizadas por traficantes para continuar com o mercado ilegal.

A ONU apontou que o aumento do controle nas fronteiras está levando a menos tráfico de heroína do México para os Estados Unidos e a uma queda no fornecimento também foi detectada na Europa.

Controle de portos facilita combate ao tráfico de drogasPADRÕES DE RISCO
A ONU também adverte que a atual crise econômica afetará particularmente aqueles que já são os mais vulneráveis. O aumento do desemprego e da pobreza como resultado da crise pode levar ao aumento do consumo de drogas, assim como ao aumento do número de pessoas que veem o cultivo ilícito ou o tráfico de drogas como opções de sobrevivência, adverte o relatório.

– A crise da Covid-19 e a recessão econômica ameaçam agravar ainda mais os perigos das drogas quando nossos sistemas de saúde e sociais tiverem atingido seus limites – alertou Ghada Waly.

*Com informações da Agência EFE

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.