Leia também:
X Juiz manda governo esclarecer ‘feijões mágicos’ contra Covid-19

OMS deve autorizar vacina de Oxford entre fevereiro e março

Aprovação possibilita que entidades internacionais adquiram doses e distribuam a países

Pleno.News - 06/01/2021 09h41 | atualizado em 06/01/2021 09h46

Vacina de Oxford teve bom resultado em 2ª fase de testes
Vacina de Oxford deve ser aprovada pela OMS no próximo mês Foto: Reprodução

A Organização Mundial da Saúde (OMS) deve autorizar, entre fevereiro e março, o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, a principal aposta do Ministério da Saúde para imunizar a população brasileira. A informação foi dada pela diretora de acesso a medicamentos do órgão multilateral, Mariângela Simão.

Segundo Mariângela, no mesmo período também deve haver autorização da vacina contra o coronavírus desenvolvida pela chinesa Sinopharm de Beijing. Até o momento, a OMS autorizou apenas o imunizante da Pfizer, em caráter emergencial. A aprovação possibilita que a Organização pan-americana de Saúde (Opas) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) adquiram doses e distribuam a países.

Em relação à Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, Mariângela se limitou a dizer que a OMS aguarda os dados para emitir opiniões. A diretora ainda se manifestou de modo contrário à possibilidade de instituições privadas se adiantarem ao poder público no oferecimento de imunizantes.

– A vacinação é um bem público; não deveria ter discriminação entre quem paga ou não – afirmou, na entrevista.

*Estadão

Leia também1 Web detona Dirceu por querer 'retirar Bolsonaro' antes de 2022
2 Fux convida ex-auxiliar de Mandetta para cargo no STF
3 Carnaval 2021: Saiba o que está decidido nas principais cidades
4 Bolsonaro: 'Brasil está quebrado. Eu não consigo fazer nada'
5 Governo nega que a Índia esteja proibindo exportação de vacina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.