Leia também:
X Covid deve se tornar resfriado leve em até 10 anos, diz estudo

Nova variante da Covid-19 é mais grave e letal entre jovens

Variante foi encontrada no Amazonas

Pleno.News - 19/01/2021 17h19 | atualizado em 19/01/2021 19h39

Nova variante da Covid-19 é mais grave e letal entre jovens Foto: Reprodução

Uma nova variante da Covid-19 tem chamado a atenção dos profissionais de saúde em Manaus. Isso por causa de sua velocidade de transmissão e pela gravidade da doença.

Ao portal Uol, profissionais de saúde falaram dessa “evolução” da Covid-19, que ocasiona infecções mais graves e em menor tempo que a cepa original.

Um desses profissionais foi o infectologista e pesquisador Noaldo Lucena, que disse ter visto um aumento na gravidade de casos.

– Algo de muito diferente está ocorrendo em Manaus. Não sei informar se é uma cepa nova ou se é algo diferente. Mas quem está na linha de frente [de combate à doença] está vendo um aumento da gravidade dos casos – destacou.

De acordo com ele, a nova variante do coronavírus causa sintomas que precisam de exames mais complexos para a doença ser detectada.

– Você ausculta o pulmão do paciente, e não escuta nada. Mas quando vemos a imagem tomográfica, não acredita como há um comprometimento tão grande com tão pouca repercussão clínica notória – apontou.

O veículo de imprensa analisou dados do Portal da Transparência e constatou um aumento dos casos de mortes entre jovens. A infectologista Silvia Leopoldina comentou o dado.

– Sem dúvida, muito mais jovens estão morrendo. Não estamos falando só de grupo de risco; isso está em todas as faixas etárias, atingindo bebês, crianças, adolescentes mesmo sem comorbidade – disse.

A enfermeira e professora Ana Paula Rocche foi outra que relatou ao veículo mudanças na doença.

– O paciente começa, no primeiro dia, sentindo uma dor de garganta. Depois, sente uma dor de cabeça. No terceiro dia, ele já começa uma febre. Mas, no quarto, começa uma falta de ar. E quando você coloca um oxímetro nele, a saturação que era para estar em 98% está 70%, 75%. Isso não é normal! É uma coisa extremamente grave que ataca as vias aéreas e [os] pulmões e de forma silenciosa demais – destacou ela.

Leia também1 Covid deve se tornar resfriado leve em até 10 anos, diz estudo
2 Mourão defende Pazuello e fala em "excesso de pressão"
3 MP apura convite recebido por Carlinhos para tomar vacina
4 Vacina da Johnson & Johnson apresenta imunidade duradoura
5 Doria volta atrás, e quilombolas retomam prioridade na vacina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.