Leia também:
X Campanhas de multivacinação e vacina contra pólio fazem dia D

Médicos se manifestam contra obrigatoriedade de vacina em SP

Declaração do grupo Médicos Pela Liberdade foi elogiada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro

Ana Luiza Menezes - 17/10/2020 14h52 | atualizado em 17/10/2020 20h18

Médicos Pela Liberdade se manifestam contra obrigatoriedade de vacina em SP Foto: EFE/Hotli Simanjuntak

Após o governador de São Paulo, João Doria, anunciar na sexta-feira (16) que a vacinação contra a Covid-19 será obrigatória no estado, várias pessoas usaram as redes sociais para protestar. Na mesma data, o grupo Médicos Pela Liberdade publicou vários tuítes contra as declarações de Doria.

– Nós, do Médicos Pela Liberdade, especialmente os que residem em São Paulo, declaramos resistência total à suposta obrigatoriedade de vacinação obrigatória contra o vírus chinês, ainda mais com uma vacina produzida a toque de caixa, sem nenhum estudo a médio e longo prazo – declarou.

O post foi elogiado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro.

O anúncio de Doria foi feito durante entrevista coletiva no Palácio Bandeirantes. Segundo ele, apenas pessoas com atestado médico estarão livres de receber o imunizante.

Atualmente, o governo paulista, através do Instituto Butantan, está trabalhando em parceria com o laboratório chinês Sinovac, que está desenvolvendo a CoronaVac.

Leia também1 Bolsonaro enquadra Doria e diz que vacina não será obrigatória
2 Covid: Weintraub critica Doria e obrigatoriedade de vacina em SP
3 Doria dá ultimato ao Ministério da Saúde sobre vacina chinesa
4 Paulistas se revoltam com Doria por vacina obrigatória: 'Ditador'
5 Vacina chinesa contra a Covid-19 será obrigatória em SP, diz Doria

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.