Leia também:
X Butantan vai iniciar testes em idosos, crianças e grávidas

Laudo: Voluntário da CoronaVac morreu por intoxicação

Secretaria de Segurança Pública de São Paulo emitiu nota, nesta quinta-feira, sobre resultados dos laudos

Ana Luiza Menezes - 12/11/2020 18h19 | atualizado em 12/11/2020 19h33

Vacina chinesa Foto: Reprodução

Na tarde desta quinta-feira (12), a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo emitiu uma nota sobre os resultados dos laudos da morte do voluntário que participava dos testes da CoronaVac. O texto confirmou a informação sobre uma “intoxicação exógena” e citou a presença de opioides, sedativos e álcool no sangue da vítima.

– Os resultados apontam que a morte se deu em consequência de uma intoxicação exógena por agentes químicos. Foram constatadas as presenças de opioides, sedativos e álcool no sangue na vítima – informou a nota da SSP.

Ainda segundo a Secretaria, os laudos “dos institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) do referido caso foram concluídos e encaminhados à autoridade policial do 93º DP (Jaguaré)”.

A vacina CoronaVac, contra a Covid-19, é desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

De acordo com o site O Antagonista, a suspeita é que o voluntário tenha sofrido uma overdose e a morte por intoxicação não exclui a possibilidade de suicídio.

Leia também1 Butantan vai iniciar testes em idosos, crianças e grávidas
2 Anvisa diz ao STF que decisões sobre vacinas são "imparciais"
3 Comissão do Congresso aprova convites à Anvisa e ao Butantan
4 Anvisa autoriza retomada de testes da vacina CoronaVac
5 Vacina chinesa: Anvisa recebe relatório sobre evento adverso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.