Leia também:
X Relator do Orçamento reduz “Fundão” para R$ 4,7 bilhões

Fiocruz defende a vacinação de crianças contra a Covid-19

Em estudo, a fundação afirmou que a medida é uma "necessidade"

Henrique Gimenes - 21/12/2021 14h46 | atualizado em 21/12/2021 15h19

Criança boliviana recebendo vacina
Criança boliviana recebendo vacina Foto: EFE/Jorge Abrego

Nesta terça-feira (21), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou um estudo sobre a vacinação de crianças contra a Covid-19. No documento, a fundação aponta que a medida é uma “estratégia importante para aumentar a cobertura vacinal da população brasileira”.

O estudo foi divulgado após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberar a imunização de crianças entre 5 e 11 anos de idade contra a Covid-19. De acordo com o órgão, menores de 12 anos deverão receber doses com apenas um terço da quantidade aplicada no restante do público. Para isso, a Pfizer deverá produzir frascos diferentes para diferenciar os grupos, sendo usada a cor laranja para crianças e a roxa para adolescentes e adultos.

De acordo com o estudo da Fiocruz, atualmente 85% da população brasileira é apta a se vacinar, considerando pessoas acima de 11 anos de idade. No entanto, a fundação ressaltou que, desde setembro, “o ritmo de vacinação da primeira dose no Brasil vem desacelerando”.

Por causa disso, o estudo aponta que uma “das formas de superar essa curva de estagnação é ampliar as faixas etárias elegíveis à vacinação, com a imunização das crianças, e criar novas estratégias para aumentar a aplicação da primeira dose em pessoas que vivem em locais remotos”.

O estudo pode ser visto aqui.

Leia também1 PF conclui em inquérito que a Anvisa sofreu crime de ameaça
2 PF estuda como fazer a segurança de mais de mil servidores da Anvisa
3 Queiroga defende divulgação de nomes dos técnicos da Anvisa
4 PF inicia investigação sobre ameaças à Anvisa
5 'Por mim, é o pai que decide', diz Bolsonaro sobre vacinar crianças

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.