Leia também:
X Suspeitos de falsificar atestados de comorbidade são presos no RJ

Fabricante da ivermectina move ação contra Globo e CNN Brasil

Vitamedic contestou uso de imagens da embalagem de ivermectina produzida por ela para divulgar nota da Merck, fabricante do fármaco no exterior

Paulo Moura - 28/05/2021 09h49 | atualizado em 28/05/2021 10h16

Fabricante da ivermectina ingressou com processos contra emissoras Foto: Divulgação

A Vitamedic, farmacêutica que produz a ivermectina no Brasil, ingressou com ações judiciais contra diversos veículos de comunicação por conta da abordagem dada a uma nota do laboratório Merck Sharp & Dohme, fabricante do medicamento no exterior, que divulgou um comunicado que apontava que não havia evidências de que o produto funcionava contra a Covid-19.

Os pedidos de direito de resposta feitos pela fabricante do fármaco em território brasileiro incluem como alvos emissoras como a Globo, Record, CNN Brasil e SBT. Alguns veículos, na época dos fatos, ao divulgarem a informação, mostraram imagens da embalagem de ivermectina produzida pela Vitamedic. De acordo com a farmacêutica, isso “induz os leitores e telespectadores ao erro”.

– [Induz a erro] considerando que transmite a percepção de que a opinião da Merck seria única ou majoritária no ramo farmacêutico, inclusive a da Vitamedic, o que não é verdade – destaca a empresa.

O processo contra a CNN Brasil foi aberto na 38ª Vara Cível de São Paulo. Em abril, o juiz Luiz Fernando Rodrigues Guerra negou a liminar pedida pela farmacêutica e descartou um espaço para direito de resposta na CNN. As ações da Vitamedic abertas em Osasco e em São Paulo contra SBT e Record, respectivamente, também não foram atendidas no pedido de liminar.

A solicitação de direito de resposta contra a Globo, por sua vez, foi analisada pela 5ª Vara Cível de Goiás, em Anápolis, e negada. Todos os casos ainda serão revistos em audiências de conciliação ou julgamentos.

Veículos como Jornal de Brasília, O Estado de São Paulo e o site Ric Mais, portal da afiliada da Record no Paraná, também estão na lista de acionados pela fabricante da ivermectina. Em outros casos, a empresa farmacêutica conseguiu um espaço por meio de ações extrajudiciais.

Leia também1 YouTube remove 10 vídeos de Bolsonaro sobre cloroquina
2 Comissão da Saúde contraindica cloroquina para internados
3 Anderson Moraes: 'A mídia tenta desgastar a imagem da polícia'
4 Cidade do México: Ivermectina reduziu internações em até 76%
5 Covid: Tribunal ordena que Natal tire ivermectina de protocolo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.