Leia também:
X Anvisa recebe pedido de análise de nova vacina chinesa

Estudo chinês sugere 3ª dose da CoronaVac por queda na eficácia

Análise aponta que dose de reforço pode aumentar o nível de anticorpos entre 3 a 5 vezes

Paulo Moura - 26/07/2021 15h08 | atualizado em 27/07/2021 08h00

Estudiosos apontam que CoronaVac pode ter reforço de anticorpos com terceira dose Foto: Divulgação/Butantan

Pesquisadores da Sinovac e do centro de controle de doenças de Jiangsu, na China, apontaram que os anticorpos gerados pela CoronaVac contra a Covid-19 apresentam uma baixa expressiva seis meses após a aplicação da 2ª dose em pessoas entre 18 e 59 anos. Por conta da queda, os cientistas apontaram que a aplicação de uma 3ª dose do imunizante pode ajudar a reforçar a proteção.

Segundo os cientistas, entre os cerca de 50 participantes que foram imunizados com intervalo de duas semanas entre as doses, apenas 16,9% ainda tinha um nível considerado bom de anticorpos neutralizantes seis meses depois. Entre o grupo que recebeu o reforço quatro semanas depois da primeira dose, por sua vez, o percentual cresceu para 35,5%.

Os responsáveis pelo estudo testaram a aplicação de uma terceira dose em 540 pessoas, seis meses após o primeiro reforço. Depois de 28 dias, os anticorpos subiram entre três e cinco vezes comparados à quantidade registrada quatro semanas após a segunda dose.

Os pesquisadores alertaram que o estudo não testou o efeito dos anticorpos contra variantes mais transmissíveis e que mais pesquisas ainda são necessárias para avaliar a duração dos anticorpos após uma terceira injeção. O estudo chinês, publicado no domingo (25), ainda está em versão pré-print, ou seja, aguarda revisão da comunidade científica.

Leia também1 Jonathan Nemer chora ao contar que mãe se alimentou sozinha
2 Rio libera retorno às aulas presenciais em 59 municípios
3 "Estão no partido errado", diz Amoêdo a bolsonaristas no Novo
4 Jair Bolsonaro explica que pode vetar R$ 2 bilhões do Fundão
5 Zambelli cria site com posição dos deputados sobre o Fundão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.