Leia também:
X País aplica 1,73 milhão de doses em 24h, 2ª maior marca diária

Covid: Coquetel da Regeneron reduz mortes em hospitalizados

Terapia reduz em um quinto a mortalidade de pessoas internadas no hospital com Covid-19

Paulo Moura - 17/06/2021 09h27 | atualizado em 17/06/2021 09h42

Regeneron está desenvolvendo coquetel contra a Covid-19 Foto: Divulgação

O coquetel de anticorpos para tratar a Covid-19, desenvolvido pela Regeneron Pharmaceuticals e pela Roche, conseguiu diminuir o índice de mortes em pacientes hospitalizados cujos próprios sistemas imunológicos não haviam produzido uma resposta adequada. A informação consta em um estudo britânico divulgado na quarta-feira (16).

Chamada de REGEN-COV2, a terapia recebeu autorização nos Estados Unidos para uso emergencial em pessoas com Covid-19 em níveis leve e moderado, mas os resultados do teste, conhecido como RECOVERY, indicam evidências mais claras entre pacientes hospitalizados.

A análise apontou que a terapia de anticorpos reduziu em um quinto a mortalidade, ao longo de 28 dias, de pessoas internadas no hospital com Covid-19. Os pacientes (soronegativos) tinham sistemas imunológicos que não haviam construído uma resposta de anticorpos. O resultado apontou uma taxa de seis mortes a menos a cada 100 pacientes tratados com a terapia REGEN-COV2.

O coquetel também ajudou a reduzir o tempo de estadia no hospital de quem era soronegativo e as chances de o paciente precisar de um ventilador mecânico.

O teste RECOVERY também mostrou que o esteróide dexametasona e o Actemra (tocilizumabe), remédio para artrite da Roche, diminuíram as mortes em pacientes hospitalizados.

Outras empresas estão desenvolvendo tratamento similares.

Leia também1 Renovação da Mente é o mais novo lançamento da MK Books
2 Procura por "serial killer do DF" cria atrito entre Ibaneis e Caiado
3 No RJ, dois policiais militares são executados dentro de viatura
4 Barroso autoriza Carlos Wizard a ficar em silêncio na CPI da Covid
5 Polícia desmente boato de morte de serial killer: 'Vivo e foragido'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.