Leia também:
X Itália terá primeiras doses de vacina de Oxford até fim do ano

Coronavírus pode sobreviver até 28 dias em celular e dinheiro

Descoberta aponta que sobrevivência do vírus é maior do que se pensava anteriormente

Paulo Moura - 12/10/2020 13h13 | atualizado em 12/10/2020 13h25

Coronavírus pode permanecer no celular por até 28 dias Foto: Pixabay

O vírus responsável pela Covid-19 pode sobreviver em superfícies como a tela de um celular, uma cédula de dinheiro e no aço inoxidável por até 28 dias. É o que aponta um estudo divulgado pela agência científica nacional da Austrália (CSIRO).

O estudo, publicado na revista científica Virology Journal, aponta que o tempo de sobrevivência do SARS-Cov-2 é muito maior do que era pensado e pode chegar a quase um mês.

Os pesquisadores descobriram que, a 20 graus Celsius e no ambiente controlado do laboratório, o vírus SARS-CoV-2 permanece infeccioso por 28 dias em superfícies lisas, como vidro de telas de celulares e cartões plásticos.

Os experimentos indicaram que o tempo de sobrevivência do vírus diminui de acordo com o aumento da temperatura. A diretora adjunta da Australian Centre for Disease Preparedness (ACDP), Debbie Eagles, alertou para a necessidade de intensificar a prática de limpeza.

– Nossos resultados reforçam a necessidade de boas práticas, como a lavagem regular das mãos e limpeza das superfícies – reforçou.

O presidente-executivo do CSIRO, Larry Marshall, declarou que as descobertas sobre o tempo em que o vírus permanece vivo nas superfícies é fundamental para reduzir a disseminação da pandemia.

– Estabelecer por quanto tempo o vírus realmente permanece nas superfícies nos permite prever e mitigar sua disseminação com mais precisão, e fazer um trabalho melhor de proteger o nosso povo – completou.

Leia também1 Itália terá primeiras doses de vacina de Oxford até fim do ano
2 Médico informa que Trump não transmite mais a Covid
3 EUA: Trump faz discurso para apoiadores na Casa Branca
4 Ministro Luiz Eduardo Ramos é diagnosticado com Covid-19
5 "Não é obrigatório vacinar 100% da população para conter Covid"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.