Leia também:
X Nova Zelândia afirma que zerou casos ativos de Covid-19

Coreia do Sul conclui retorno às aulas após pandemia

Reabertura completa a volta de quase 6 milhões de alunos para a escolas

Paulo Moura - 08/06/2020 09h51

Divisórias são colocadas nas mesas de alunos da Coreia do Sul Foto: Yonhap

A Coreia do Sul concluiu nesta segunda-feira (8) a última fase da reabertura gradual das escolas. As salas de aula foram abertas para aproximadamente 1,35 milhão de alunos pertencentes ao primeiro ano do ensino médio e ao quinto e sexto ano do ensino fundamental.

A reabertura desta segunda completa o regresso à escola de cerca de 5,95 milhões de estudantes sul-coreanos em idade pré-escolar e escolar, mais de três meses após o começo do ano acadêmico, marcado inicialmente para o mês de março. Antes do início da reabertura física das salas de aula, o curso continuou em abril, completamente on-line.

Embora a Coreia do Sul seja um dos países que melhor administrou a pandemia, o retorno às escolas levantou dúvidas em muitos pais, especialmente na região da capital, onde residem cerca de 26 milhões (mais da metade da população nacional) e onde mais de 90% dos novos casos diários estão concentrados.

A Coreia do Sul registrou hoje 38 casos, dos quais 33 eram infecções locais, todos concentrados na área em torno de Seul. Dados do Ministério da Educação sul-coreano, publicados na última sexta-feira (5), mostram que o contágio nas escolas por enquanto é mínimo – seis alunos e quatro professores ou funcionários – desde o início da reabertura.

Cada uma das escolas em que houve resultados positivos foi fechada por dias até que todos os alunos e funcionários tenham sido testados e aqueles que mantiveram contato direto com a pessoa infectada foram colocados em quarentena.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Bolsonaro diz que 'forças nada ocultas' querem deslegitimá-lo
2 SP: Manifestantes quebram viatura da PM durante ato
3 Nova Zelândia afirma que zerou casos ativos de Covid-19
4 Manifestantes ateiam fogo em boneco com foto de Bolsonaro
5 Foto de protesto contra Dilma é usada para atacar Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.