Leia também:
X Colômbia se aproxima das 100 mil mortes por Covid-19

Com Queiroga, Ilha de Paquetá começa vacinação em massa

Ministro participou do lançamento de campanha que tem como objetivo vacinar todo o bairro para testes

Pleno.News - 20/06/2021 14h02 | atualizado em 20/06/2021 16h57

Ministro Marcelo Queiroga participou do início da vacinação em massa em Paquetá Foto: MS/Marina Pagno

Sem a presença do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, iniciou neste domingo, 20, a vacinação em massa contra a Covid-19 na Ilha de Paquetá, bairro do Rio de Janeiro eleito pela Fiocruz para um teste visando estudos sobre contaminação após a imunização.

Segundo Queiroga, ele comprou 630 milhões de doses da vacina e até o final deste ano pretende vacinar todos os brasileiros adultos. Foi o ministro quem aplicou as primeiras doses da vacina em moradores de Paquetá, que no dia 22 de agosto receberão a segunda dose e em setembro realizarão um evento teste.

Em um primeiro momento, o prefeito Eduardo Paes havia anunciado a realização de um carnaval na ilha para testar a vacina, o que foi rechaçado pelos moradores, que temem o aumento da presença de pessoas de fora. De acordo com o presidente da Associação dos Moradores de Paquetá, Guto Pires, a tendência é de que o evento seja um show.

– A Fiocruz vai fazer o estudo com um público controlado, de 500/600 pessoas, porque depois é preciso fazer vários testes. O anúncio do Carnaval foi um momento ruim do prefeito (Paes) e ele mesmo não está mais falando disso – disse Pires.

*AE

Leia também1 Colômbia se aproxima das 100 mil mortes por Covid-19
2 Homem finge ser agente da PF em busca de Lázaro e é preso
3 Reservatórios devem atingir menor nível desde 2001, diz ONS
4 Família de 6 pessoas dorme em carro por medo de Lázaro
5 Argentina confirma caso de fungo negro associado à Covid

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.