Leia também:
X Para Mourão, vacinação contra a Covid-19 começa em fevereiro

Cientistas descobrem mutação da Covid em circulação no RJ

Ainda não se sabe se a variação é mais transmissível ou agressiva

Thamirys Andrade - 22/12/2020 18h28 | atualizado em 23/12/2020 15h27

Nova linhagem derivou da B.1.1.28, que já estava no Brasil desde o início de 2020 Foto: Reprodução

Cientistas identificaram uma nova linhagem do coronavírus em circulação no estado do Rio de Janeiro. Dos 180 genomas do Sars-CoV-2, 38 apresentam mutações. O estudo, no entanto, não indica se esta variação torna o vírus mais agressivo ou mais transmissível do que a versão B.1.1.28, que já estava no Brasil desde o início do ano. Também não se sabe se a mutação poderia interferir na eficácia das vacinas.

A nova linhagem do coronavírus foi identificada por meio de sequenciamento genético realizado pelo Laboratório de Bioinformática do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), em Petrópolis, sob coordenação de Ana Tereza Vasconcelos. A análise dos dados foi feita em parceria com Laboratório de Virologia Molecular da UFRJ e outras instituições.

– Não temos evidências de que essa mutação represente um perigo maior. Mas ela mostra que o coronavírus circula com intensidade no estado, que as medidas de distanciamento social e a vigilância são fundamentais – explicou a coordenadora do sequenciamento.

Para os pesquisadores, se a variação do vírus demonstrar que ele é mais transmissível, isto explicaria parte do aumento de casos registrados no estado desde novembro.

MUTAÇÕES
Além da nova linhagem brasileira do coranavírus, outras duas variações foram relatadas à Organização Mundial da Saúde (OMS) recentemente: a no Reino Unido e a na África do Sul.

Entretanto, a mutação europeia do coronavírus mostra que ele é 70% mais transmissível devido a uma modificação na proteína Spike, responsável pela invasão e reprodução do vírus nas células. A nova cepa já é responsável por mais de 60% dos novos casos de Covid-19 em Londres.

Na última segunda-feira (21), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que vai monitorar voos vindos do Reino Unido para o Rio de Janeiro e São Paulo. Mais de 40 nações proibiram o ingresso de viajantes vindos do país europeu, suspendendo voos e cortando rotas comerciais.

Leia também1 BioNtech pode fornecer vacina para mutação em 6 semanas
2 Anvisa começa a monitorar voos que chegam do Reino Unido
3 Itália detecta "novo coronavírus" descoberto no Reino Unido
4 Para a OMS, nova cepa de coronavírus é 'coisa normal'
5 Países proíbem voos do Reino Unido para conter variante da Covid

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.