Leia também:
X Frias diz que não se vacinou contra a Covid e revela o motivo

Cidade que vacinou em massa com CoronaVac triplica casos

Alta ocorreu de setembro para outubro, mas o número de mortes permaneceu estável

Pleno.News - 09/11/2021 11h19 | atualizado em 09/11/2021 12h13

CoronaVac Foto: EFE/Ricardo Maldonado

A cidade de Serrana, que fez parte de experimento do Instituto Butantan sobre a efetividade da CoronaVac, voltou a registrar aumento de casos do novo coronavírus, mas não no número de mortes dos infectados. O município foi imunizado em massa no mês de abril, e 56% da população recebeu doses da vacina chinesa.

O boletim epidemiológico da prefeitura mostra que foram 563 casos confirmados em outubro, o que corresponde ao triplo de setembro, que teve 179 infecções. O número de mortes, por sua vez, permanece estável, com quatro óbitos em setembro e três em outubro.

Essa é a primeira vez desde maio que a cidade registra alta no número de casos da doença.

Um artigo científico publicado na revista Science, que analisou as vacinas Janssen, Pfizer e Moderna, apontou recentemente que a proteção dos imunizantes é reduzida ao longo dos meses. Segundo o estudo, em seis meses, a eficácia da Moderna contra a contaminação cai de 89% para 58%; a da Pfizer cai de 87% para 43%, enquanto a Janssen tem a queda mais expressiva: 86% para 13%. A proteção contra mortes em pessoas com 65 anos ou mais fica em 75,5% para a Moderna, 70% para a Pfizer e 52,2% para a Janssen.

Para imunologistas como Raquel Stucchi, os dados “reforçam a necessidade da dose adicional de imunizante”, conforme ela afirmou ao Portal 360.

Leia também1 Estudo: Coquetel da Regeneron previne Covid por 8 meses
2 Cientistas testarão vacina contra o câncer de mama pela 1ª vez
3 Anvisa se reúne com Butantan para avaliar vacina em crianças
4 Casos de Covid-19 estão subindo novamente no mundo, diz OMS
5 Saiba o que é febre maculosa, doença que teria matado 2 PMs

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.