Leia também:
X Granizo com formato de Covid assusta moradores

China: Wuhan proíbe venda e consumo de animais silvestres

Cidade ficou conhecida por ser a origem da pandemia de coronavírus

Paulo Moura - 21/05/2020 13h07 | atualizado em 21/05/2020 13h08

Mercados de Wuhan terão novas regras para venda de animais Foto: Reprodução

Autoridades locais de Wuhan, cidade chinesa onde o novo coronavírus se originou, decidiram proibir a caça e o consumo de animais silvestres, em uma ação que visa frear o comércio ilegal deles. A medida, que foi assinada na quarta-feira (20), terá validade de cinco anos, segundo uma emissora estatal chinesa.

A nova regra estabelece padrões para a criação de animais, aumenta a inspeção do consumo e a repressão das atividades ilegais. Além disso, o documento estabelece que serão realizadas ações educativas para tentar reduzir o consumo desses animais.

Conhecido por ser um país com forte consumo de animais silvestres como morcegos, cobras, texugos, ouriços e até filhotes de lobo, o comércio destas espécies foi apontado como fonte do surto de global de coronavírus.

Uma das teorias, por exemplo, apontou que o surto foi vinculado a um mercado em Wuhan onde animais vivos eram mantidos próximos.

Leia também1 Brasil recebe 4,5 milhões de máscaras contra a Covid-19
2 Estudo diz que curados da Covid não transmitem doença
3 Ásia: Exposição a outros vírus aumenta imunidade à Covid
4 Ex-prefeito Eduardo Paes é diagnosticado com Covid-19
5 Estudo aponta que emissão de carbono caiu 17% no mundo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.