Leia também:
X Butantan estuda aplicar 3ª dose da CoronaVac, afirma diretor

Campanha no RJ mostra homem com máscara ao contrário

O fato repercutiu até entre correspondentes de veículos de imprensa internacionais

Paulo Moura - 12/04/2021 09h15 | atualizado em 12/04/2021 09h44

Campanha no Rio de Janeiro mostra homem com máscara de cabeça para baixo Foto: Reprodução

Uma campanha de incentivo à vacinação contra a Covid-19 no estado do Rio de Janeiro chamou a atenção do público e até da imprensa internacional, mas os motivos não foram exatamente aqueles para os quais a campanha foi concebida. Na verdade, o conteúdo ganhou fama e muitas piadas na internet, por mostrar um homem usando uma máscara de cabeça para baixo.

Intitulada “Rio abraça a vacina”, o anúncio do governo estadual mostra um profissional de saúde com um jaleco branco que parece sorrir protegido com uma máscara PFF2, cujo clipe de metal – destinado a ser ajustado no nariz – é visto sob seu queixo.

– Eu acho que a foto da máscara invertida está perfeita; afinal as coisas aqui no Estado do Rio estão realmente de cabeça para baixo. Nada mais representativo! – brincou um usuário do Twitter.

E a atrapalhada campanha não ficou famosa apenas no Brasil. Correspondentes de veículos de imprensa internacionais, como os do francês Le Monde e do inglês The Guardian, destacaram o erro grosseiro na publicidade. A repercussão negativa do conteúdo fez com que o governo do Rio de Janeiro publicasse uma nota pedindo desculpas pelo fato.

– Nosso maior intuito nesta campanha: incentivar as pessoas que já podem se vacinar a buscar a imunização contra a Covid-19 e a manter as medidas de proteção. As peças publicitárias da primeira fase da campanha já foram recolhidas… e uma segunda fase irá para as ruas nesta terça-feira (13).

Segundo o blog do jornalista Rubem Berta, a campanha, feita pela agência de publicidade Propeg, lançada no dia 15 de março e veiculada até a última sexta-feira (9), custou aos cofres públicos R$ 13 milhões. A Propeg, inclusive, publicou uma nota em que também pediu desculpas pelo fato e disse que “nada justifica o equívoco”.

– É importante salientar que o médico (que aparece na foto) gentilmente atendeu [ao] nosso pedido para a participação na campanha. Acabamos não nos atentando para a colocação correta da máscara. Porém, destacamos que a campanha cumpriu seu foco principal: alertar a população da importância da vacina – completou.

Confira, na íntegra, a nota do governo do Rio de Janeiro:

“A Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Publicidade do Governo do Estado do Rio pedem desculpas por não terem percebido esse equívoco no uso da máscara dentro do nosso maior intuito nesta campanha: incentivar as pessoas que já podem se vacinar a buscar a imunização contra a Covid-19 e a manter as medidas de proteção. As peças publicitárias da primeira fase da campanha já foram recolhidas ontem (09.04, sexta-feira) e uma segunda fase irá para as ruas nesta terça-feira (13.04)”.

Leia também1 Butantan estuda aplicar 3ª dose da CoronaVac, afirma diretor
2 PM é preso por fazer funcionária da GOL refém em Guarulhos
3 Bolsonaro pede que CPI da Covid apure governadores e prefeitos
4 Guillermo Lasso, da direita, é eleito presidente do Equador
5 PGR arquiva representação do PSOL contra Braga Netto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.