Leia também:
X Em jantar, Bolsonaro promete acelerar vacinação no país

Butantan prevê chegada de 3 mil litros de insumos até 20 de abril

Remessa possibilitará produção de 5 milhões de doses da vacina CoronaVac

Pleno.News - 08/04/2021 14h14 | atualizado em 08/04/2021 14h27

Instituto Butantan precisou pausar a fabricação de novas vacinas por falta de matéria-prima

O Instituto Butantan receberá, até o dia 20 de abril, uma nova remessa de 3 mil litros do insumo farmacêutico ativo (IFA) necessário para a fabricação da Coronavac. O volume permite fabricar 5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. A informação é do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que fez o anúncio nesta quinta-feira (8), após reunião com o diretor-presidente do instituto, Dimas Covas.

De acordo com o governador, essa quantidade completa a entrega total de 46 milhões de doses, destinadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, até o fim do mês. Ele informou ainda que deve haver, ainda na segunda quinzena de abril, um segundo carregamento da matéria-prima vinda da farmacêutica chinesa Sinovac, também com 3 mil litros, o suficiente para o Butantan fabricar outros 5 milhões de doses da vacina.

Nos últimos dias, havia surgido o alerta de que o Butantan corria risco de não conseguir concluir a entrega contratada ao SUS devido à falta do IFA. Antes do anúncio de hoje, o instituto podia garantir apenas a entrega, até 19 de abril, de cerca de 3,2 milhões de vacinas que estão, atualmente, em processo de inspeção de controle de qualidade, no complexo do instituto.

Como cerca de 80% das doses aplicadas no Brasil até agora são da Coronavac, qualquer ruptura no fornecimento de vacinas pelo Butantan poderia prejudicar o ritmo da campanha nacional de imunização.

*Estadão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.