Leia também:
X Fiocruz quer importar 2 milhões de doses e vacinar neste mês

Anvisa aprova importação de doses da vacina de Oxford

Pedido feito pela Fiocruz prevê obtenção de 2 milhões de doses do imunizante

Paulo Moura - 03/01/2021 08h37 | atualizado em 05/01/2021 15h38

Vacina de Oxford teve importação autorizada pela Anvisa Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma solicitação feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para importação excepcional de 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca.

A vacina é a segunda a ter a importação autorizada no país. No dia 23 de outubro, a Anvisa já tinha autorizado a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e testada no Brasil em parceria com o Instituto Butantan.

Na solicitação feita pela Fiocruz, a previsão é que as vacinas cheguem ao Brasil ainda em janeiro. A importação é considerada excepcional porque o imunizante ainda não autorizado para uso emergencial ou registro sanitário pela agência reguladora brasileira.

A Anvisa informou que a aprovação ocorreu no dia 31 de dezembro de 2020, mesmo dia que o pedido de importação do imunizante foi protocolado pela Fiocruz, que é a responsável pela produção da vacina.

De acordo com a agência, por se tratar da importação de imunizante que ainda não foi aprovado no país, a entrada do material no Brasil deve seguir algumas condições. O principal é que as vacinas importadas fiquem sob a guarda específica da Fiocruz até que a Anvisa autorize o uso do produto no país.

Leia também1 Fiocruz quer importar 2 milhões de doses e vacinar neste mês
2 STJ nega retorno de brasileiros ao país sem teste de Covid-19
3 Carlos Bolsonaro critica "tom" da Globo ao noticiar ladrões acariciando cachorro
4 Covid-19: Vaticano dará início à vacinação nos próximos dias
5 Ex-secretário de Dilma morre após sofrer descarga elétrica

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.