Leia também:
X Governo comprará remédios para sedar pacientes na intubação

Como os pacientes com câncer devem agir nesta pandemia?

Pessoas que fazem tratamento ou que foram recentemente operadas estão no grupo de risco

Camille Dornelles - 30/06/2020 11h12 | atualizado em 30/06/2020 11h14

Pacientes com câncer vivem dificuldades na pandemia Foto: Pexels

Pacientes oncológicos são poucos dos que tiveram tratamentos mantidos durante esta pandemia do novo coronavírus. Mesmo assim, muitos desses vivem drama para conseguir atendimento, principalmente em casos pouco graves ou de inícios de tratamentos.

O Pleno.News apresentou o drama vivido pela carioca Ísis Luz, que estava no aguardo do início de um tratamento contra um câncer de útero. Pensando na situação parecida com a de Ísis que muitos vivem no Brasil, o portal aponta o que um paciente oncológico deve fazer neste momento.

As informações foram retiradas das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto do Câncer (INCA).

Pacientes com câncer estão no grupo de risco?
Pessoas com imunidade baixa fazem parte do chamado grupo de risco, que são aqueles com maior probabilidade de evoluir mal, caso peguem o novo coronavírus. Pacientes oncológicos que fazem tratamentos de quimioterapia, radioterapia, que tenham feito cirurgia há cerca de um mês ou que usem medicamentos que diminuem a imunidade são do grupo de risco.

Estou com suspeita. O que faço?
Consultas novas estão temporariamente suspensas, mas mantenha contato com seu médico, se já faz acompanhamento, para deixá-lo ciente de sua situação. Em casa, o paciente deve seguir as recomendações do Ministério da Saúde, higienizar a casa e utensílios utilizados, limpar compras e sapatos e manter uma distância segura dos outros moradores da casa.

Faço tratamento. Como devo agir?
Não interrompa sob nenhuma hipótese seu tratamento oncológico. A equipe de saúde irá decidir como o paciente deve proceder, às vezes adiando consultas e sessões de tratamento. É preciso entrar em contato com o médico para saber como seu caso será conduzido.

Que cuidados devo ter para ir ao tratamento?
Se sair for realmente necessário, evitar lugares com muita gente e tentar manter distância de, pelo menos, um metro de outras pessoas. Saia de casa apenas em dias de tratamento e leve só um acompanhante menor de 60 anos que não apresente sintomas de gripe. Além disso, as recomendações do Ministério da Saúde.

Quais são as recomendações do Ministério da Saúde?
Lavar as mãos com frequência e com atenção por pelo menos vinte segundos; tentar não levar as mãos ao rosto (principalmente olhos, nariz e boca); cobrir nariz e boca com lenço (ou papel) ao tossir ou espirrar (e jogá-lo fora logo depois). Se não for possível, deve usar o antebraço como barreira, e não as mãos, para evitar tocar em locais que possam contaminar outras pessoas; cumprimentar a distância, evitando aperto de mão, abraços e beijos, mesmo de familiares; evitar contato com pessoas que tenham sintomas de gripe; não compartilhar objetos de uso pessoal como toalhas, talheres, pratos e garrafas; higienizar objetos e superfícies tocados com frequência, incluindo celulares, chaves e maçanetas; e usar máscara.

Já a Ísis conseguiu retomar as sessões de tratamento, mas sente a dificuldade de outros pacientes oncológicos que seguem na espera.

– Sim, graças a Deus. Fico vendo tantas pessoas tentando e não estão conseguindo, fico com o coração angustiado – declarou ela ao Pleno.News.

Ísis (no centro) conseguiu retomar tratamento oncológico Foto: Arquivo pessoal

Leia também1 Paciente com câncer fala de drama vivido na pandemia
2 Noiva se casa em hospital no último dia de vida do pai
3 Pandemia fez 7,8 milhões perderem o emprego, diz IBGE
4 Governo comprará remédios para sedar pacientes na intubação
5 Cientistas identificam novo vírus da gripe em porcos

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.