CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Veterinário orienta sobre cães e gatos na quarentena

Analista financeira dá dicas para quarentena

Aline Rodrigues traz conselhos, alertas e possibilidades de negociações para contas a vencer

Virgínia Martin - 06/04/2020 16h23 | atualizado em 06/04/2020 16h52

Segundo a analista, negociação é a palavra chave para este momento

Em momento de insegurança econômica mundial, surgem preocupações. Diante das ameaças de contaminação do coronavírus e da necessidade de quarentena, a sociedade se inquieta com a falta de estabilidade financeira. Pleno.News Entrevista convidou a consultora e analista financeira Aline Rodrigues, da Finapse, para dar algumas dicas de como conduzir o orçamento doméstico neste período crítico.

Aline abordou sobre a importância de reserva financeira em tempos de crise. Atualmente, pessoas que possuem alguma reserva de dinheiro estão um pouco menos aflitas do que aquelas que não possuem qualquer margem de segurança econômica. Quem consegue economizar, deixar de comprar além do necessário e planejar um orçamento mais enxuto são os que ganham vantagens nas horas de escassez. A consultora espera que esta situação de pandemia faça com que as pessoas aprendam uma das grandes lições de vida que é a organização e o planejamento financeiro, o que qualquer pessoa pode fazer, independente de seus ganhos.

Outra questão abordada por Aline foi com relação ao aluguel. Boa parte da população depende de uma moradia alugada. Como fazer quando não se tem capacidade financeira para honrar este compromisso? Ela chama atenção para o fato de que é possível negociar com o proprietário do imóvel. Melhor do que o inquilino não pagar e o proprietário não receber é a bola de neve que pode ser criada com isso e que não irá beneficiar ninguém. No mercado de imobiliárias já há um padrão de redução de 30% no valor dos aluguéis para um período de três meses.

Sobre cartões de crédito, a analista financeira também aconselha sobre a necessidade de pagamento, para que juros exorbitantes não sejam cobrados, ou sobre a possibilidade de negociação com as empresas de cartões. É possível pedir ao banco para que a fatura do mês atual seja adiada para três meses adiante, por exemplo. No entanto, quem optar por esta alternativa, precisa saber que estará impossibilitado de usar o cartão durante todo este período.

Neste momento, o orçamento da casa deve priorizar alimentação. Gastos supérfluos devem ser evitados, assim como compras desnecessários no supermercado. Lucidez e auto-controle são fundamentais para este momento em que todos buscam por soluções na área econômica.

Leia também1 Veterinário orienta sobre cães e gatos na quarentena
2 Empresário brasileiro analisa pandemia entre americanos
3 Mercado digital: Oportunidades durante a pandemia

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo