CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Mercado digital: Oportunidades durante a pandemia

Empresário brasileiro analisa pandemia entre americanos

Douglas Heizer atua em mídia e futebol e teme pelo futuro dos brasileiros nos EUA

Virgínia Martin - 28/03/2020 19h59 | atualizado em 29/03/2020 09h57

Como empresário há 20 anos nos EUA, Douglas Heizer analisa a pandemia

Há 20 anos morando nos Estados Unidos, o brasileiro Douglas Heizer foi mais um participante na Live de Pleno.Entrevista. Atualmente, mora na Flórida e é empresário na área de mídia e de futebol. Douglas afirmou que já existem americanos passando fome diante desta pandemia mundial, quando a economia dos países está sendo forçosamente estagnada. Ele explicou que a forma de pagamento aos trabalhadores americanos é semanal. Se um profissional não recebe na semana, fica sem pagar contas e sem caixa para as compras de alimentos. Com isso, já há igrejas e organizações ajudando na distribuição de refeições.

De casa, onde esta isolado com a família, Douglas dirige suas empresas, a Heizer Media Group, que inclui o jornal Boca Raton Tribune e o Boca Raton Futebol Clube, que lamenta que esteja parado. O jornal, no entanto, cresceu vertiginosamente com o boom das mídias digitais. Sobre as medidas restritivas tomadas pelos Estados Unidos, o empresário brasileiro percebe que nem todos os americanos seguem as ordens de isolamento social. Especialmente na Flórida, as praias foram ocupadas e a polícia precisou intervir.

– Aconteceu o mesmo que aconteceu no Brasil. Porque os mais jovens pensam que são imortais e vão para as praias ou saem para fazer festa. Quando a praia foi fechada aqui em Boca Haton, os jovens pegaram os barcos e foram passear pelos canais, que também precisaram ser fechados.

Em Live direto dos EUA, Douglas Heizer se preocupa

Recentemente, os Estados Unidos aprovaram um pacote econômico de 2 trilhões de dólares para estimular a economia do país. Mas Douglas acha que o dinheiro vai custar muito a chegar até a classe menos favorecida de trabalhadores. Também comentou que os brasileiros residentes na Flórida estão inseguros e que ele teme que um dia a situação possa ficar tão crítica financeiramente, que seja até impossível ter dinheiro para voltar para o Brasil.

 

Leia também1 R$ 2 bi do fundo eleitoral irão para combate à Covid-19
2 Trump ora com pastores pelo fim do coronavírus

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo