O livro

Peguei o livro bem manuseado, um livro lido e relido. Ninguém percebeu, mas eu senti a vida saindo de mim

Yvelise de Oliveira - 28/08/2018 09h43

Assim, sem muito pensar e com alguma alegria, Marina, minha filha, me entregou um livro.

– Você não imagina o que vou dar pra você…

Seu sorriso brejeiro e suas mãos falantes e gentis me entregaram um pequeno livro, com uma dedicatório de um amigo “para Benoni”.

– Mãe, esse livro está todo assinalado com a letrinha dele e comentários.

Peguei o livro bem manuseado, um livro lido e relido. Ninguém percebeu, estávamos em um restaurante, mas eu senti a vida saindo de mim. Porque saudade vem sem aviso; de repente, como um punhal atravessa o peito numa dor aguda…. Controle, eu preciso ter controle.

O restaurante cheio, minha filha me dando o livro, e eu sentido o Benoni lendo e riscando os trechos mais importantes; algo íntimo, pessoal.

Um suor gelado me cobre o corpo, os olhos fitam o vazio. Eu peço licença, vou lavar as mãos. Ninguém percebe, ninguém…

Desejo ansiosamente ficar só. Preciso me controlar. Despenco no abismo, a dor é tão real, tão intensa, que morro mil vezes em alguns minutos. Me recomponho…

Envelheci dez anos, me sinto um trapo, mantenho a classe, me fecho, me nego e não demonstro. Desmorono e ninguém percebe. O esforço é demais, respiro curto e rápido como uma mulher em trabalho de parto.

Um sono incontrolável, uma vontade de fechar os olhos que ardem e dormir… Chorar dói…

Sou uma represa de lágrimas não choradas, elas saltam dos meus olhos doloridos como se tivessem vida própria. Me escondo atrás da proteção dos óculos escuros. Me oculto, mergulho dentro de mim mesma…

Vai passar.

Que dor, meu Deus.

Vai passar. Vai passar.

Dor, dor, dor…

Vai passar…

Yvelise de Oliveira é Presidente do Grupo MK de Comunicação; ela costuma escrever crônicas sobre as suas experiências e percepções a cerca da vida. Há alguns anos lançou o livro Janelas da Memória, um compilado de seu material. Atualmente está em processo de finalização de uma nova obra, Suspiros da Alma.