Os animais e o natal

Para quem possui animais de estimação as festas podem significar cuidados redobrados

Vinícius Cordeiro - 21/12/2017 09h15

As celebrações de Natal e do fim de ano são um período de alegria e descontração para todos. Significam para algumas famílias mesas mais fartas, com muita oferta de alimentos. Mas para quem possui animais de estimação as festas podem representar cuidados redobrados.

A ceia de natal tradicional que tem panetones, chocolates e vários itens em um mesmo produto são uma chance de intoxicação alimentar. Basta que crianças ou amigos desavisados peguem qualquer coisa na mesa natalina e ofereçam aos animais. O resultado pode ser salivação, tremedeira, vômitos, tosse, por causa das guloseimas ingeridas. Ou ainda diarreia, respiração acelerada. Esses sintomas podem persistir por dias, e a intoxicação pode causar maiores ou menores consequências de acordo com o porte ou a sensibilidade do animal. Uma barra de chocolate de 120 gramas pode ser fatal para um poodle ou um lulu-da-pomerânia, por exemplo.

Tenha cuidado também com os enfeites e decorações natalinas, que não devem estar ao fácil alcance dos animais, e podem sufocá-los, caso brinquem com eles, na boca. Afinal, como itens que não devem ser, em geral, oferecidos a animais de estimação, relacionamos bebidas alcoólicas, maionese, ossos, panetones, uvas-passas e doces, em geral, como balas e chicletes. O ideal é que seus animais sejam alimentados antes da chegada dos convidados. E, não se esqueça de que sua mascote pode revirar o lixo no dia seguinte.

Deve também ser evitado estresse desnecessário com a explosão de fogos ou som muito alto. Se tomados os devidos cuidados e precauções, a presença dos animais nas festas pode ser registrada e celebrada em belos momentos e belas fotos.

Por fim, os colunistas desejam que todos celebrem um Natal em paz e harmonia com suas famílias e tenham momentos felizes, claro, com seus queridos animais.

Vinicius Cordeiro é advogado, ex-Secretário de Proteção Animal do Rio de Janeiro.
Bruna Franco é ativista, dirigente da ONG ADDAMA e produtora executiva da ONG Celebridade Pet.