Opinião Sergio du Bocage: Brasileirão, um campeonato seletivo

A Série A reúne equipes de nove estados. Dos 20 times, 11 são do Sudeste, cinco do Sul e quatro do Nordeste. Nenhuma equipe do Centro-Oeste, nem do Norte

Sergio du Bocage - 11/04/2018 09h37

Corinthians foi campeão do Brasileirão 2017 Foto: Divulgação/Corinthians

Houve um tempo em que o Campeonato Brasileiro chegou a ser disputado por 94 equipes. Foi em 1979, ano marcado pelo único título invicto no Brasileirão – o do Internacional de Porto Alegre -, e pelas ausências de Santos e São Paulo, que nunca foram rebaixados para a Série B, mas que, por opção, ficaram de fora daquela edição. E, portanto, não estão ao lado de Cruzeiro e Flamengo como times que disputaram todos os Brasileiros desde 1971 – junto com Corinthians e Portuguesa, Santos e São Paulo só queriam entrar na terceira fase do Brasileiro de 79, mas a CBD (que antecedeu a CBF) não concordou, e os quatro times optaram por nem jogar aquele campeonato.

Muita coisa mudou e hoje o Brasileirão reúne 20 equipes e é disputado por pontos corridos. Competem os melhores times do país, mas não há dúvidas de que o aspecto financeiro contribui, e muito, para manter muitos deles na elite. A disparidade de faturamento é determinante na definição dessa elite.

A Série A do Brasileirão, que começa dia 14, reúne equipes de nove estados. Dos 20 times, 11 são do Sudeste, cinco do Sul e quatro do Nordeste. Nenhuma equipe do Centro-Oeste, nem do Norte. Na Série B, a partir do dia 13, os 20 times representam as cinco regiões, mas apenas dez estados. Juntando as duas principais divisões do futebol brasileiro, temos apenas 13 estados “em campo”, dos 26, além do Distrito Federal. Ou seja, metade do país não participa dessa festa.

Para encerrar, uma curiosidade:
Nos 15 Brasileiros disputados por pontos corridos, em apenas cinco anos o campeão foi, também, campeão em seu estado – o Cruzeiro (2003 e 2014), o Flamengo (2009), o Fluminense (2010) e o Corinthians (2017).

E este ano? Será que algum campeão estadual leva também o título brasileiro?

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.