Melhores técnicos da atualidade: Mais uma lista polêmica

Guardiola foi eleito o melhor técnico do mundo. Tite e Renato Gaúcho aparecem na lista. Que critérios podem indicar posições num ranking como este?

Sergio du Bocage - 01/11/2018 18h05

Técnico Tite Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Qual a lista de melhores do mundo que nunca provocou polêmica? E estou falando apenas de esportes, mais precisamente de futebol! Sem discussão, a lista não tem graça e perde o valor. Mas quando perguntamos, por exemplo, quais os melhores jogadores do mundo na atualidade, dificilmente fugiremos de três ou quatro nomes, porque o desempenho deles em campo é visível e mais fácil de avaliar.

O que não se aplica aos técnicos. Essa semana a conceituada revista inglesa Four Four Two elegeu os 50 melhores técnicos da atualidade, colocando o espanhol Pep Guardiola, atualmente à frente do Manchester City (ING) em primeiro lugar. Na lista, dois brasileiros – Tite, da Seleção, em 11º, e Renato Gaúcho, do Grêmio, em 28º. E aí eu pergunto: que critérios levam a indicar a posição de técnicos num ranking? Os resultados no campo, as novidades táticas de suas equipes, a variedade de jogadas ensaiadas, a união do grupo que ele dirige?

Porque a história não pode ser levada em conta. E acho, até, que os resultados, simplesmente, também não devem ser considerados exclusivamente. Se assim for, que me perdoe o Tite, mas o Renato Gaúcho mereceria estar à frente dele pelo que conquistou em 2017/2018.

O que é mais difícil: conseguir títulos à frente de uma equipe milionária ou conquistas menores com times medianos? Por que o trabalho de quem tira “leite de pedra” merece menos valor do que o daquele que “come o filé”? Se trocassem de lugar, esses técnicos teriam os mesmos resultados?

Como se vê, listas servem para polemizar e levantar questões. Não estou tirando o mérito de ninguém, nem discordando! É só pra fazer pensar, mesmo. Querem outra questão, já que falamos de técnicos? Mano Menezes, campeão da Copa do Brasil; Felipão liderando o Brasileirão, seguido por Dorival Júnior; Marcelo Oliveira na semifinal da Copa Sul-Americana. Só três exemplos de técnicos tarimbados, com bons resultados na temporada. Onde anda a nova safra? Foram todos reprovados em 2018? Isso é assunto para outro dia.

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158