CBF anuncia calendário de 2019

São muitas as mudanças, Brasileirão ganha destaque no fim do ano. Copa do Brasil termina em setembro. Uma boa iniciativa

Sergio du Bocage - 04/10/2018 14h27

A CBF anunciou, nesta quarta-feira (3), seu calendário para o futebol brasileiro de 2019. E com mudanças, inclusive em competições sul-americanas – essas datas não são definidas por ela -, que vão fazer com que a reta final da Série A do Brasileirão ganhe um pouco mais de destaque.

A principal mudança está nas finais da Copa do Brasil, que se este ano serão disputadas nos próximos dias 10 e 17 de outubro, e ano que vem serão dias 4 a 11 de setembro – novamente em dias próximos de datas Fifa, quando a Seleção Brasileira deverá estar reunida.

É claro que tudo vai ficar mais apertado. O intervalo entre as partidas de ida e volta das três últimas fases da Copa do Brasil passará a ser de apenas uma semana. Além disso, o Brasileirão vai parar para a disputa da Copa América, que acontece no Brasil de 14 de junho a 7 de julho. Isso significa que, na Série A, nas tais datas Fifa, não haverá paralisação. Ou seja, quem tiver jogador convocado terá prejuízo.

CBF divulgou o calendário de 2019 Foto: Lucas Mercon/Fluminense FC

Para o torcedor, uma boa notícia: os jogos noturnos vão começar, no máximo, às 21h30, 15 minutos mais cedo que o horário atual. Se isso tem a ver com a TV? Pode até ser. Atlético-PR, Bahia e Palmeiras ainda não fecharam contrato com a Globo para o ano que vem. E sem eles, muitos jogos talvez não sejam transmitidos, pois há um entendimento jurídico de que os dois clubes precisam autorizar determinada transmissão e não apenas o mandante, como outros alegam.

Pelo calendário, os campeonatos estaduais serão disputados de 20 de janeiro a 21 de abril – ou seja, pré-temporada mais curta que os tais 30 dias exigidos pela lei. A Copa do Brasil, assim como a primeira fase da Libertadores – onde vão estar alguns times brasileiros -, começa dia 6 de fevereiro. A Copa Sul-Americana será decidida dia 9 de novembro; a Libertadores, dia 23. E o Brasileirão, então, poderá seguir sem concorrência até o dia 8 de dezembro, quando teremos o fim da temporada.

O meio do ano promete ser confuso, mas o fim, quando teremos as decisões, vai permitir aos clubes uma dedicação melhor. Boa iniciativa!

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.

 


Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158