Leia também:
X Até o inocente Cocoricó entrou na onda do banheiro coletivo

Audiência de custódia é um verdadeiro tapa na cara do trabalhador

Ela é um retrocesso e só serve para dar voz a criminosos

Sargento Fahur - 14/11/2022 17h20

Central de Audiência de Custódia de Benfica, no Rio de Janeiro Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O governador eleito por São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), propôs acabar com as audiências de custódia no Judiciário paulista.

Audiência de custódia não é avanço, é retrocesso a partir do momento que dá voz apenas a criminosos. Verdadeiro tapa na cara do trabalhador brasileiro.

Audiência de custódia é o lixo que os defensores de bandidos empurram goela abaixo da sociedade.

Um juiz de direito obrigado a perguntar se um criminoso preso em flagrante sofreu constrangimento é o ápice da cultura da “bandidolatria” no Brasil.

Bandido não é vítima da sociedade. A sociedade é vítima dos bandidos. Chega! Pelo amor de Deus, chega!

Sargento Fahur é deputado federal, o mais votado pelo Paraná em 2018. Trabalhou por 35 anos na Polícia militar prendendo bandidos e traficantes.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.