CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Opinião Josué Gonçalves: Pare de cometer os mesmos erros

Opinião Russell Shedd: Conhecimento e revelação

Não existe explicação lógica para o Big Bang sem mencionar o Criador da matéria ou energia que foi solta nessa incrível explosão. Como foi detonada?

Russell Shedd - 01/04/2018 08h00

A corrida em busca do conhecimento nunca foi tão intensa na história da humanidade. Em que época houve tantos alunos matriculados em universidades? Quando houve tanto dinheiro investido em pesquisas? Parece irônico que, coincidindo, com a busca acirrada pelo conhecimento, surja a premissa da pós-modernidade de que não existe verdade absoluta.

No mundo ocidental do pós-cristianismo, há ceticismo geral em relação à inspiração divina da Bíblia, à credibilidade dos milagres contados nas Escrituras, à origem do universo, bem como da vida no mundo. São objetos da fé, e fé não se refere à verdade absoluta, mas a uma certeza que um indivíduo aceita. Menos viável ainda seria tentar defender a moralidade cristã como absoluta para um pensador pós-cristão.

Sobre alguns tópicos a ciência não ousa se pronunciar. Um deles seria a origem do universo e da vida. Não existe explicação lógica para o teórico Big Bang sem mencionar o Criador da matéria ou energia que foi solta nessa incrível explosão. Como foi detonada? Se não existe uma Causa inteligente e racional para explicar a coerência do universo, caímos no absurdo!

John Houghton observa o seguinte em seu livro Deus Joga Dados?:

“O homem formado por uma complexa maquinaria viva pode olhar detidamente para os céus e galáxias… os noventa e dois elementos dos quais o homem é formado, e dos quais utiliza para sua diversificada indústria, são os mesmo elementos encontrados nas fornalhas estelares e explosões de supernovas e, depois de mortas, recicladas no renascimento de estrelas e galáxias. Podemos demonstrar que, para a existência do homem, é necessário o universo inteiro” (pg. 33).

Explicar a racionalidade do universo sem um Ser infinitamente inteligente parece totalmente impossível, portanto, absurdo.

A revelação bíblica explica que o homem não surgiu de um processo de interação de átomos sem qualquer propósito, mas foi projetado por Deus, um Deus infinito em todas as suas qualidades. Ele criou o homem para ser livre, para poder escolher entre o certo e o errado. Se não houvesse nenhuma conexão entre o homem e o Criador, dificilmente haveria o senso de responsabilidade e justiça. E de onde surgiria o amor? Sendo criado por um Ser assim, é razoável concluir que a autoconsciência humana, o sendo de responsabilidade e a dor da culpa, tudo vem da mão criadora de Deus.

Seguem algumas conclusões tiradas de uma convicção de que o universo começou e se mantém por meio de um Ser todo-poderoso, inteligente e justo.

  1. Toda busca e conclusão científica depende de um universo racional e não caprichoso. As leis de causa e efeito funciona como todas as leis, isto é, regularmente.
  2. É um universo inteligente. Pode ser estudado e compreendido. Existe uma correspondência entre a mente e qualquer tipo de conhecimento. A vida que depende de Deus também depende da matéria (o cérebro e as células).
  3. É um universo em que, se conhecemos algo sobre o passado, podemos predizer o que há de acontecer no futuro. A fidelidade de Deus se estampa claramente nas coisas criadas e o funcionamento das suas leis em toda a história.
  4. É um universo em que existe responsabilidade. Quem desobedece às leis de causa e efeito no mundo material sofrerá as consequências. O certo é galardoado enquanto o errado pode esperar castigo inevitável, mesmo que o pecador viva tranquilamente até a morte.
  5. O cristianismo abraça confiantemente a posição de que existe verdade absoluta. Nunca abrirá mão desta visão da realidade enquanto crê no Deus da Criação que a Bíblia apresenta. Em toda outra posição contrária falta racionalidade.
  6. Jovens que estudam nas universidade do Brasil não devem permitir que sejam intimidados por professores e colegas que afirmam que a verdade bíblica é absurda. Mesmo sem respostas para as perguntas capciosas, eles não devem abandonar sua fé. Há respostas racionais para perguntas sérias. Falta apenas mais conhecimento para responder.
Russell Shedd Era conferencista internacional, bacharel em Teologia com especialização em Bíblia e Grego, Mestre em Novo Testamento e PhD em Filosofia. Nascido na Bolívia, filho de pais missionários, veio para o Brasil em 1962. Escreveu mais de 30 livros, publicados pela Shedd Publicações e pela Edições Vida Nova, fundadas por ele. Faleceu em 2016, aos 87 anos, vítima de câncer. Neste espaço, recebe homenagem do Pleno.News, que publica textos daquele que foi conhecido como o maior teólogo do Brasil.