CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X O momento industrial do País

Gustavo Scarpa, a joia tricolor. Uma pérola nas mãos de Deus

Ele precisou sair de casa com apenas 13 anos de idade para tentar a carreira de jogador de futebol

Ricardo Pinudo - 14/08/2017 15h29

Gustavo Scarpa, uma pérola nas mãos de Deus / Foto: Nelson Perez/Fluminense FC

Trata-se de uma pessoa maravilhosa com um enorme potencial como jogador. No Fluminense, Scarpa tem sido tratado como uma joia de alto valor. No clube desde os 16 anos, hoje como titular absoluto na equipe profissional, o jogador desperta interesse de vários clubes nacionais e internacionais.

O jovem faz parte de uma grande safra de talentos chamados “meninos de xerém”, local simples no interior do Rio de Janeiro, onde está situado o famoso e excelente centro de treinamento tricolor. Mas, ao mesmo tempo, Scarpa também se destaca como uma grande pérola usada por Deus.

Quando esteve conosco no encontro “Craques da Paz”, ele nos relatou que precisou sair de casa com apenas 13 anos de idade para tentar a carreira de jogador de futebol. Passou pela avaliação de vários clubes do Brasil, inclusive do Santos de Neymar. Mas, sem sucesso, seguiu seu caminho, até chegar ao Fluminense. Assim, mesmo com pouca idade, teve que superar muitos obstáculos para alcançar seu maior sonho.

Seguidor de Cristo e muito comprometido com a leitura da Bíblia, Scarpa explicou que, quando a direção do time lhe informou sobre sua nova camisa na equipe principal, orou a Deus para que fosse um número que tivesse um significado em sua vida cristã. Ao receber a camisa 40, logo lhe veio à mente o Salmo 40, que no primeiro versículo diz: “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor”.

Gustavo Scarpa, uma pérola nas mãos de Deus / Foto: Ricardo Pinudo

Comentou ainda que todos os seus sonhos de infância já foram realizados: ser reconhecido por seu futebol, jogar em um grande time do Brasil, ser o camisa 10, jogar com o Ronaldinho Gaúcho e na Seleção Brasileira.

Disse que hoje tem novos sonhos e testemunhou sobre a importância de sempre atualizarmos nossos alvos. Para Scarpa, devemos sempre nos sentir desafiados para não estacionarmos, pois há uma trajetória da vida à nossa espera.

Algo muito marcante para ele foi sua experiência longe da família. Mas seus pais e a boa influência deles o conduziram a sempre se manter num propósito de vitória.


Ricardo Pinudo foi jogador de Futebol em vários clubes do Rio. É formado como Treinador de Futebol pela Escola de Educação Física do Exército (Urca, RJ) e em Teologia pelo Seminário Betel. É fundador e coordenador do projeto Craques da Paz.