Sobre a “pastora” que afirmou que o cantor Gabriel Diniz foi para o inferno

Essa prerrogativa não é minha. Eu não sou o juiz, o Senhor o é

Renato Vargens - 30/05/2019 19h13

Gabriel Diniz Foto: Divulgação

Está rolando nas redes sociais um vídeo de uma “pastora” que afirmou que o cantor Gabriel Diniz está no inferno.

Ainda que eu entenda que a vida pregressa de uma pessoa, a ausência de regeneração na vida do pecador por parte do Espírito Santo, bem como conversão a Cristo legitime a condenação eterna do pecador; eu jamais tomarei (ainda que no passado o possa ter feito) em minhas mãos a prerrogativa de afirmar publicamente que uma pessoa foi para o inferno.

Essa prerrogativa não é minha. Eu não sou o juiz, o Senhor o é. (Salmos 9:8; Salmos 7:11-13; Salmos 98:9; Eclesiastes 12:14; Mateus 25:31-33; Atos 17:31; Apocalipse 20:11-15.).

Ademais, Provérbios 17:15 afirma que aquele que justifica o ímpio, e aquele que condena o justo, um e o outro são abomináveis ao SENHOR.

Isto posto, prefiro calar-me diante da morte de alguém confiante exclusivamente no julgamento do justo juiz que não lança ninguém injustamente no inferno.

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor, conferencista, tendo já pregado o Evangelho em países da América do Sul, Norte, Caribe, África e Europa. É escritor, com 24 livros publicados em língua portuguesa e 1 em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes, editor do site renatovargens, pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói e membro do conselho da Coalizão pelo Evangelho (TGC).

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo