CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Moro estrategicamente joga na frente

Se eu não der o dízimo eu perco a salvação?

Uma irmã me procurou angustiada com a possibilidade

Renato Vargens - 03/02/2020 10h29

Há pouco recebi um email de uma irmã que angustiada compartilhava que o pastor havia lhe dito que quem não é dizimista perde a salvação.

Caro leitor, isso não é verdade, até porque, afirmar que a salvação do crente está atrelada aos dízimos não coaduna com a verdade. Cristo derramou seu precioso sangue para nos salvar, e isso é fruto de seu imenso amor. Não existe nada que façamos ou deixemos de fazer, obra alguma, que tenha o poder de comprar a nossa salvação.

Com bem afirmam as Escrituras somos salvos pela sua graça e absolutamente nada pode nos arrebatar de suas mãos.

A Bíblia é enfática em afirmar a segurança dos crentes. Para as Sagradas Escrituras, não é possível com que o verdadeiro crente afaste-se definitivamente da graça de Deus, mesmo porque, as doutrinas bíblicas quanto a garantia da salvação são extremamente claras.

Por favor, leia atentamente o o texto abaixo:

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las das mãos de meu Pai.” João 10:27-29

O texto em questão é claro. O crente que nasceu de novo, nunca há de perecer. Junta-se a isso o fato de que ninguém é poderoso suficientemente para arrancar os salvos das mãos do Senhor. É indispensável também que entendamos que o fato de alguém acreditar que o cristão pode jogar fora a salvação que o Pai lhe deu, aponta efetivamente para o desconhecimento das doutrinas bíblicas. Além disso, foi o próprio Senhor Jesus quem disse: “Todo o que o Pai me dá, virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. (João 6:37)

Vale a pena também ressaltar de que o Senhor Jesus ao ascender aos céus, deixou-nos o Espírito Santo como garantia da nossa salvação. A presença do Espírito em nós é a esperança e convicção da vida eterna. O Espírito Santo é o penhor, o qual nos garante irrevogavelmente a eternidade com Deus.

“Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa”. (Efésios 1:13)

“O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória”. (Efésios 1:14)

“E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção”.
(Efésios 4:30)

“O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações”. (2 Coríntios 1:22)

Louvado seja o Senhor Jesus Cristo pela Salvação eterna! Engrandecido seja o seu nome, porque a salvação das nossas almas não depende dos nossos esforços, e sim exclusivamente dele. Somos irremediavelmente salvos, vamos viver com Cristo pelos séculos dos séculos amém!

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo