Leia também:
X Aposentadoria por idade rural e salário-maternidade rural

Razões bíblicas que incentivem casais cristãos à adoção de crianças

Um casal pode ser o agente de mudança na vida de uma criança

Renato Vargens - 19/01/2023 15h46

Adoção Foto: Pixabay

Muitos casais cristãos que gostariam de ter filhos, mas por razões de saúde não podem tê-los deveriam pensar na possibilidade de adotar uma criança. Na verdade, penso que muitos poderiam fazê-lo suprindo assim o desejo da paternidade; além, é claro, de contribuir para o bem-estar dos pequeninos.

Diante disso, gostaria de elencar à luz das Escrituras quatro razões pelas quais um casal cristão deveria pensar na possibilidade de adoção; senão, vejamos:

1. Pelo exemplo do próprio Deus, que mediante Jesus Cristo nos adotou como filhos (Efésios 1:5);

2. Pelo fato de que da mesma forma que Deus nos amou de forma incondicional (João 3:16; 1 João 4:19), um casal pode amar uma criança de maneira incondicional adotando-a;

3. Pelo fato de Deus ter mudado a nossa história, resgatando-nos de um mundo mal transportando-nos mediante Cristo para o Reino do seu amor (Colossenses 1:13). Assim, da mesma maneira, um casal pode ser o agente de mudança na vida de uma criança;

4. Pelo fato de que adotar uma criança é eleger um filho. Assim como fomos eleitos pelo Pai sem merecimento (Efésios 1:4), um casal pode eleger uma criança para amar e cuidar.

Que bom seria se casais cristãos, e que atendem os requisitos para adoção se dispusessem a adotar crianças, não é mesmo?

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 32 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É membro dos conselhos do TGC Brasil e IBDR.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.