Posso orar pelos mortos?

Do ponto de vista bíblico, é inaceitável acreditar que os mortos estejam no purgatório ou no limbo, aguardando uma segunda oportunidade para a salvação

Renato Vargens - 08/05/2019 10h14


Volta e meia alguém me pergunta se devemos orar pelos que morrem.

Pois é, essa é a dúvida de muita gente. Outro dia, ao participar de uma cerimônia fúnebre, pude testemunhar um pastor orando pelo defunto.

Bom, vamos à explicação:

A Bíblia é absolutamente clara ao afirmar que, após a morte, só nos resta o juízo. As Escrituras nos ensinam também que, toda e qualquer decisão por Cristo, só pode ser tomada em vida, o que, por conseguinte, nos leva a entender que não existe fundamento teológico para interceder a favor dos mortos.

Para os católicos romanos, a referência bíblica que fundamenta esta prática encontra-se em 2 Macabeus 12:44. Entretanto, nós protestantes não reconhecemos a canonicidade deste livro, e nem tampouco a legitimidade desta doutrina, uma vez que o Protestantismo não se submete às tradições católicas e sim às doutrinas das Sagradas Escrituras.

Ora, a Bíblia nos diz que a salvação de uma pessoa depende única e exclusivamente da sua fé na Graça salvadora que há em Cristo Jesus. Ela também nos ensina que esta fé precisa ser declarada durante sua vida na terra (Hebreus 7:24-27; Atos 4:12; 1 João 1:7-10) e que, após a morte, a pessoa passa diretamente pelo juízo (Hebreus 9:27) e vivos e mortos não podem comunicar-se de maneira alguma (Lucas 16:10-31).

Ora, do ponto de vista bíblico, é inaceitável acreditar que os mortos estejam no purgatório ou no limbo, aguardando uma segunda oportunidade para a salvação. Em hipótese alguma nós como cristãos devemos celebrar ou participar de culto aos mortos, antes, pelo contrário, fomos e somos chamados a anunciar aos vivos, a vida que somente podemos experimentar em Cristo Jesus.

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor, conferencista, tendo já pregado o Evangelho em países da América do Sul, Norte, Caribe, África e Europa. É escritor, com 24 livros publicados em língua portuguesa e 1 em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes, editor do site renatovargens, pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói e membro do conselho da Coalizão pelo Evangelho (TGC).

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo