O Deus emo fabricado por parte dos evangélicos

As Escrituras em momento algum nos mostram um Deus que possa ser surpreendido

Renato Vargens - 09/10/2019 10h30

Os emos são pessoas sentimentais ao extremo. Por exemplo, se você discutir com uma pessoa e um emo ouvir, ele vai começar a chorar e se perguntar em voz alta desesperado porque o mundo é tão violento.

Pois é, as vezes eu acho que existem cristãos que acredita num Deus emo, até porque, para eles, Deus pode ser surpreendido por exemplo por catástrofes naturais, levando-os a um profundo estado de desespero.
Fico imaginando a trindade santa conversando a respeito de uma tragédia natural:

Pai: Filho, aconteceu mais uma catástrofe.
Filho (chorando): Aonde? Como foi isso?
Pai: Ainda não sei. Fui surpreendido! Espírito Santo, você tem alguma notícia?
Espírito Santo: Ainda não!
Todos (chorando): Como isso foi acontecer?

Caro leitor, as Escrituras Sagradas em momento algum nos mostram um Deus que possa ser surpreendido. As tragédias da vida não fogem a onisciência do Criador. Nada pode em hipótese alguma surpreender ao Todo-Poderoso. Como Senhor, ele rege os acontecimentos, fazendo dos dramas da existência um profícuo instrumento de amplificação, cujo propósito é falar ao coração dos homens sobre a brevidade da vida e a sandice de viver sem Cristo.

Ora, a visão de Deus reinando de seu trono é repetida nas Escrituras inúmeras vezes (1 Reis 22:19; Isaías 6:1; Ezequiel 1:26; Daniel 7.9; Apocalipse 4:2). Na verdade, os muitos textos bíblicos possuem a função de nos lembrar em termos explícitos, que o Senhor reina como rei, exercendo o seu domínio sobre grandes e pequenos. O senhorio de Deus é total e nem mesmo o diabo pode deter seu propósito ou frustrar os seus planos.

Tenho plena convicção de que o meu Redentor governa soberanamente. Do Gênesis ao Apocalipse, Ele se revela como o sustentador do universo. Acreditar nesta verdade me proporciona a certeza de que absolutamente nada foge ao seu conhecimento. Ele é o único e Soberano Senhor!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo