Ladrões vão assaltar igrejas e lares na Semana Santa

Os fabricantes de ovos de páscoa e coelhinhos pretendem, mais uma vez, roubar a primazia que Jesus Cristo deveria ter em nossa vida

Renato Vargens - 10/04/2019 13h15


Calma! Deixe-me explicar! Por favor, não se apavore e nem chame a polícia.

Essa é uma frase que há alguns anos foi cunhada pelo querido e saudoso pastor Paulo Solonca.

Pois é… nessa época do ano os fabricantes de ovos de páscoa e coelhinhos pretendem, mais uma vez, roubar a primazia que Jesus Cristo deveria ter em nossa vida. Lamentavelmente, pouquíssimas pessoas se lembrarão da morte e ressurreição de Cristo. Na verdade, não serão poucos os lares que celebrarão esta data festiva comendo chocolate.

Caro leitor, a páscoa não se resume a chocolate. A Páscoa é uma festa judaica, contudo, nós cristãos aproveitamos a data para celebrar a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, Seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde permaneceu até Sua ressurreição. Jesus é o nosso Cordeiro Pascal (1 Coríntios 5:7). Ele nos propiciou a liberdade através de Seu sangue e da Sua vitória na cruz. Essa é a comemoração a ser lembrada!

Chocolate, festa, feriado, tudo isso tem o seu tempo e o seu lugar, mas esse lugar não deve jamais tomar o lugar do verdadeiro propósito da nossa comemoração! Cristo venceu a morte! O sepulcro está vazio! Cristo ressuscitou! Portanto, celebre Seu nome! Celebre a sua liberdade!

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo