“Infantolatria facebookiana”

Pais que fazem dos seus rebentos pequenos reis, têm dificuldade de impor limites

Renato Vargens - 04/02/2019 10h03


A “infantolatria” é uma grave característica dos nossos dias. Isto porque, em nome do amor, pais têm colocado seus filhos no centro de tudo. Isso se percebe nitidamente nas atividades cotidianas desenvolvidas pela família.

Nessa perspectiva, tornou-se comum os filhos escolherem o que e onde comer, as músicas a serem ouvidas, os programas e os filmes a serem assistidos e muito mais. Em resumo, em lares onde as crianças são paparicadas, elas é que comandam o que acontece e o que deixa de acontecer em casa.

Talvez você esteja perguntando: mas o que isso tem a ver com o Facebook? Que relação existe entre a “infantolatria” e as Redes Sociais?

Nenhuma, respondo eu. Todavia, o Facebook denuncia a centralidade da criança na vida da família. Ora, por favor, pare e pense. Quantos não são os pais que, diariamente, publicam fotos enaltecendo seus pequenos reizinhos?

Veja bem. É claro que não existe nenhum problema em publicar fotos, contos e “causos” protagonizados pelos pequeninos. Contudo, o que tenho visto nas Redes Sociais é uma super valorização das crianças, exaltando-as em todos os momentos, colocando-as num patamar quase que de infalibilidade.

Caro leitor, a “infantolatria” pode proporcionar problemas sérios aos seus filhos. Pais que fazem dos seus rebentos pequenos reis, têm dificuldade de impor limites, de frustar suas vontades e até mesmo, quando necessário, exercer a disciplina.

Isto posto, concluo esse texto perguntando: Será que você tem feito do seu filho um pequeno rei? Será que você o tem colocado num patamar idolátrico?

É para pensar, não é mesmo? Até porque, pequenos reis não têm suas vontades frustradas, nem tampouco são corrigidos por seus súditos.

Como costuma dizer um amigo, “equilíbrio é tudo de bom”. Portanto, celebre a vida, seus filhos e sua família, mas, por favor, para o seu bem e, principalmente, para o bem do seu filho, não o idolatre.

Pense nisso!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 24 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo