Leia também:
X Vai passar

Fidel Castro e Che Guevara deram início a uma maldita ditadura

O povo não suporta mais a ausência de liberdade e a opressão estatal

Renato Vargens - 12/07/2021 10h38

Manifestação em Cuba Foto: EFE/Fernando Villar

Milhares de cubanos estão saindo às ruas em protesto contra a ditadura em Cuba. Parece que o povo não suporta mais a ausência de liberdade e a opressão estatal.

Há aproximadamente 60 anos, começou a chamada “revolução cubana”, na qual facínoras como Fidel Castro e Che Guevara, em nome do maldito comunismo, deram início a uma maldita ditadura.

Para quem não sabe ou foi iludido pelo seu professor de história comunista, Che Guevara, o queridinho da esquerda latino-americana, foi na verdade um assassino perverso. O médico argentino era racista, homofóbico e cometeu crimes bárbaros contra a humanidade, matando inclusive crianças.

Já Fidel Castro, o ditador querido da esquerda brasileira, oprimiu Cuba, levando os moradores daquela ilha à absoluta pobreza. O ditador também agiu com mão de ferro levando para o “paredão” seus desafetos e inimigos. Sem sombra de dúvidas, Fidel foi um facínora da pior espécie!

Eu já conversei com vários cubanos que me relataram sua tristeza por terem vivido naquele país. Lá falta comida (os cubanos recebem uma ração do Estado), falta dinheiro, falta liberdade. Os cubanos são mal remunerados e não possuem liberdade de opinião; e, caso se oponham ao poder absoluto do Estado, sofrem as duras consequências por parte dos seus governantes.

Já passou da hora de o povo cubano se libertar deste sistema maldito!

Minha oração é para que Deus tenha misericórdia deste pequeno país e de seu sofrido povo, que, mesmo desarmado, resolveu se levantar contra a ditadura que o oprime. Que Deus abençoe o povo cubano e o livre de vez do maldito comunismo!

Renato Vargens é pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro e conferencista. Pregou o evangelho em países da América do Sul, do Norte, Caribe, África e Europa. Tem 31 livros publicados em língua portuguesa e um em língua espanhola. É membro dos conselhos do TGC Brasil e IBDR.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Cidadãos fazem protesto em Cuba contra governo comunista
2 Cuba confirma fuga de atleta do salto e sua ausência em Tóquio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.